DA REDAÇÃO: Café recupera perdas da sessão anterior, mas mercado continua volátil

Publicado em 29/05/2014 13:47 e atualizado em 29/05/2014 16:03 432 exibições
Café: Mercado vem apresentando intensa volatilidade há pouco mais de dois meses e, nesta quinta-feira, opera com preços em alta. Nova safra não adiantou para estabilizar o mercado como se esperava.

O mercado do café arábica registrou boas altas nesta quinta-feira (29) na Bolsa de Nova Iorque, recuperando as perdas da sessão de ontem, quando alguns contratos fecharam abaixo do patamar dos US$ 1,80. Os ganhos de hoje, segundo o analista de mercado Eduardo Carvalhaes, seguem o padrão volátil que o mercado vem apresentando nos últimos meses. 

“O mercado já vem oscilando há mais de dois meses e, nesta semana, até que a amplitude das oscilações foi menor... Hoje fecha em alta, amanhã pode fechar em alta... Mas o mercado como um todo, tanto na Bolsa de Nova Iorque quanto no mercado físico, é de compasso de espera”, afirma o analista, referindo-se a expectativa dos operadores em relação à confirmação do tamanho da safra brasileira. 

Carvalhaes afirma ainda que a safra nova de arábica não se adiantou como se esperava, trazendo ainda mais incertezas para compradores e produtores. “Os primeiros cafés começam a entrar agora, mas em volumes pequenos, inclusive nas grandes cooperativas, e devem entrar na comercialização com mais força a partir da segunda metade de junho”.

A busca de informações sobre o tamanho da safra brasileira é maior entre os operadores internacionais, segundo o analista. “Ele aguarda a colheita avançar para saber qual é a quebra da renda e para ter informações melhores sobre a safra do ano que vem... Isso tudo faz com que o mercado tenha se estabilizado nesta faixa dos US$ 1,80 até US$ 1,90, que é o que está acontecendo em Nova Iorque”. 

As informações de uma safra cheia no Vietnã, maior produtor mundial de café conilon, também pesa nos preços mundiais esta semana, de acordo com Carvalhaes. “Isso pesa aqui para nós principalmente para (o mercado) dos cafés mais fracos... De novo, nós temos um grande boqueirão entre o preço dos cafés arábicas de melhor qualidade, de bebida dura e principalmente de bebida mole, para os de bebida Rio. Já existe um ‘gap’ de R$ 150,00, e às vezes até mais, entre um e outro”. 

Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário