DA REDAÇÃO: Logística inadequada inviabiliza a produção de etanol de milho no Brasil

Publicado em 10/06/2014 19:21 e atualizado em 10/06/2014 20:19 490 exibições
Milho: Safrinha de milho é grande e preços começam a cair. Produtores tentam produzir etanol de milho em usinas adaptadas, mas a logística cara atrapalha a viabilidade do negócio.

Safrinha de milho foi beneficiada pelo clima favorável e a produção foi maior que o esperado. Diante da queda nos preços do grão, produtores se mobilizam para produzir etanol de milho, mas a logística insuficiente brasileira inviabiliza a atividade.

O diretor conselheiro da Aprosoja, Glauber Silveira, afirma que o Brasil está importando etanol dos Estados Unidos, quando poderia produzir o suficiente para atender a demanda interna e externa. Além disso, estudos já comprovaram a viabilidade da produção de etanol de milho no país. "Nós já temos duas usinas que estão funcionando aqui no Mato Grosso e já temos outras duas que estarão funcionando em breve".

Apenas duas semanas após a colheita, os preços do milho já caíram até 20%. "É extremamente viável fazer etanol de milho, principalmente na regão centro-oeste". Silveira afirma que o preço do milho pode chegar até os R$ 20,00 e a produção ainda seria viável, além disso, a atividade permitiria que o custo de uma usina, avaliada em R$ 150 milhões, fosse pago em apenas seis anos. 

O consumo de etanol combustível caiu nos últimos anos no país, segundo Glauber Silveira, devido aos altos preços praticados nos postos. "A usina vende o etanol para a distribuidora a R$ 1,50 e na bomba está R$ 2,30, então as pessoas estão deixando de usar o etanol para comprar a gasolina... Hoje, a distribuidora está ganhando muito dinheiro". 

 


 

Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário