DA REDAÇÃO: Café -Novas informações de perdas na safra brasileira fazem mercado subir em NY

Publicado em 01/08/2014 13:21 e atualizado em 01/08/2014 17:49 812 exibições
Café: Notícias de quebra da safra brasileira têm movimentado o mercado nos últimos dias. Ontem (31) a bolsa de Nova York chegou a fechar com aumento de 1240 pontos. Apesar de haver muitas projeções de quebra anteriormente, elas só estão se concretizando agora devido ao avanço das colheitas.

Na quinta-feira o mercado teve altas de mais de 1200 pontos e preços acima do patamar de 195,00 centavos de dólar por libra-peso na Bolsa de Nova Iorque (Ice Futures US) para o café arábica. 

Em entrevista a Kellen Severo, o analista Eduardo Carvalhaes vê duas explicações para preços estourarem no mercado: “A primeira é a divulgação de entrevista com Carlos Paulino, presidente da Cooxupé e a segunda é o relatório da Terra Forte”. 

Na terça-feira (29), o executivo da Cooxupé – maior cooperativa de café do mundo - deu depoimento de que com o avanço da colheita, em dois terços já realizada, a produção total deve ser 30% menor do que a estimada antes do período de seca, para 4,1 milhões de sacas de 60 quilos, ante 6 milhões previsto. 

O número ficaria ainda inferior ao total da safra passada, quando a produção para os 12 meses cafeeiros finalizou em 4,2 milhões de sacas. 

Já na quarta-feira (30), relatório elaborado pela exportadora Terra Forte e enviado aos clientes, reforçou a ideia de grande quebra na safra brasileira. Os números iniciais previstos por eles eram de 53,70 milhões de sacas de café, os indicados no estudo apresentam 45,78 milhões, muito abaixo do inicial. 
“Nós temos esperado pacientemente desde o nosso último relatório, a fim de dar informações confiáveis de nossas fazendas e agora podemos finalizar o nosso número”, indicou a exportadora. 

Por:
Kellen Severo e Talita Benegra
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário