DA REDAÇÃO: Café - Em Boa Esperança (MG), chuvas são insuficientes e chumbinhos podem ser abortados

Publicado em 22/09/2014 11:11 e atualizado em 22/09/2014 16:00 1046 exibições
Café: Chuvas fracas são insuficientes para amenizar déficit hídrico dos cafezais na região de Boa Esperança/M, que alcança 270 mm. Com a situação, a expectativa é que os chumbinhos sejam abortados. Para a próxima safra, a perspectiva é que as perdas fiquem acima do registrado na temporada anterior, de 35%.

Na região de Boa Esperança (MG), as chuvas registradas no final de semana foram fracas e insuficientes para amenizar o déficit hídrico dos cafezais, que alcança 270 mm. A perspectiva é que as precipitações retornem no final desta semana, as previsões indicam chuvas de 10 até 12 mm, que se confirmadas, poderão aliviar o tempo seco, que persiste na localidade desde o início do ano.

A falta de precipitações também tem comprometido o desenvolvimento das plantas, segundo o presidente do Sindicato Rural do município, Manoel Joaquim, a primeira florada aconteceu em agosto, mas devido à falta de chuvas os chumbinhos foram abortados. Agora, a expectativa é que a situação se repita, uma vez que o cenário climático não apresentou nenhuma melhora. 

“A florada de agora é maior, porém, precisamos de chuvas, umidade e calor para ter o pegamento. Entretanto, as precipitações ainda são insuficientes. A grande preocupação nesse momento é que na safra anterior já tivemos uma perda de 35%, em função da situação climática”, afirma o presidente. 

A estimativa é que para a próxima safra 2014/15, a perda ultrapasse a registrada no ciclo anterior. Situação decorrente da continuidade do clima seco, mas também do esqueletamento das lavouras. Em agosto de 2013, vários cafezais foram esqueletados e o crescimento das plantas não atingiu nem 60%, com isso, cerca de 40% da produtividade foi comprometida, conforme explica Joaquim. 

“Dos últimos 20 anos, essa é maior crise enfrentada pelos cafeicultores. E pelo que temos acompanhado, esse será o último ano de tentativa de parte dos produtores, já que não estamos obtendo lucros. Nesse momento, precisamos cobrar das entidades, para que busquem uma solução junto ao Governo”, destaca o presidente.

Preços

No município, a saca do café de qualidade inferior é cotada entre R$ 270,00 até R$ 310,00, valores que não cobrem os custos de produção. 

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • amarildo josé sartóri vargem alta - ES

    Não sei se entendi direito a entrevista acima.Chuvas fracas são suficientes para amenizar déficit hídrico dos cafezais na região de Boa Esperança/MG, ou são "insuficientes", uma vez que na fala do Sr. Manoel Joaquim da Costa, a expectativa é que os chumbinhos sejam abortados, prevendo ainda, que para a próxima safra, as perspectivas sãodeque as perdas fiquem acima do registrado na temporada anterior, de 35%.

    0