DA REDAÇÃO: Soja – Ausência de chuvas interrompe plantio do grão em Douradina (MS)

Publicado em 08/10/2014 11:34 e atualizado em 08/10/2014 16:35 252 exibições
Safra 2014/15: Em Douradina (MS), ausência de chuvas interrompe plantio da soja. Situação pode comprometer as lavouras que já foram cultivadas e o andamento do cultivo da oleaginosa. Negócios antecipados estão parados e no mercado disponível, preços giram em torno de R$ 52,00, mas produtores comercializam. No milho, cotações recuaram de R$ 20,00 para R$ 14,50 e não cobre os custos.

Na região de Douradina (MS), os produtores rurais interromperam o plantio da soja devido à ausência de chuvas. Na localidade, as precipitações não aparecem há mais de 15 dias e, por enquanto, as previsões climáticas não apontam para o retorno das chuvas nos próximos dias. Até o momento, cerca de 10% da área, que deverá ser mantida nesta safra, foi semeada com a oleaginosa.

Segundo o presidente do Sindicato Rural do município, Claudio Pradela, a estiagem já está preocupando os produtores, uma vez que essa situação pode comprometer a germinação das plantas já cultivadas. De outro lado, o cenário afeta e pode reduzir a janela ideal de plantio não só da soja, mas da safrinha de milho também. 

“E é preciso que o produtor colha bem nesta temporada para garantir um lucro. Com um possível fracasso irá prejudicar o agricultor, pois nos atuais patamares de preços não dá para cobrir os custos de produção. Os negócios antecipados para a soja estão travados e no mercado disponível, a cotação gira em torno de R$ 50,00 a R$ 52,00, mas ainda não é atrativo aos produtores”, explica Pradela.

Milho

Apesar da boa produtividade, os preços recuaram expressivamente de R$ 20,00 a saca para R$ 14,50. “Mesmo com os altos rendimentos, não conseguimos fechar as contas. A preocupação é que teremos vender o milho para liberar espaço nos armazéns para a soja”, afirma o presidente do sindicato. 

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário