EXCLUSIVO: Consumo interno aquecido eleva o preço do suíno

Publicado em 15/09/2010 19:07
402 exibições
Suínos: mercardo evolui puxado pelo consumo aquecido da carne, mas relação de troca com o milho é desfavorável. A arroba vale até R$ 57,00, em São Paulo.

 

Os preços do suíno entram em elevação e o mercado evolui com o preço da arroba bovina mais cara para o consumidor. Tradicionalmente, o segundo semestre tende a aumentar o consumo da carne de porco, mas neste ano, a produção não está dando conta de abastecer o mercado.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Em São Paulo, a arroba está valendo entre R$ 56,00 e R$ 57,00, cerca de R$ 3,00 o quilo vivo do animal. O presidente da APCS (Associação Paulista dos Criadores de Suínos), Valdomiro Ferreira Junior, compara os preços há dois meses, quando a arroba valia entre R$ 49,00 e R$ 51,00.

 

Por outro lado, o milho que compõe a ração dos animais está cotado a preços mais altos, cerca de R$ 24,00 a saca de 60 quilos e, apesar da elevação, a relação de troca entre suínos e a saca do grão fica desfavorável. Há dois meses, cada arroba comprava 2,80 sacas de milho, hoje compra 2,33 sacas e a média dessa relação é de 2,55.

 

A expectativa fica por conta do consumo interno, mais vantagem do que o externo e há espaço para crescimento ainda maior. Para atender a demanda consumidora, os animais estão sendo abatidos com até 6 quilos a menos. Segundo Ferreira, o segmento está a cada dia mais otimista.

Fonte: Redação NA

Nenhum comentário