EXCLUSIVO: Depreciação do dólar favorece alta das commodities

Publicado em 05/10/2010 13:45 e atualizado em 05/10/2010 16:40
1199 exibições
Soja: Preços sobem na CBOT, efeito do dólar barato no mercado internacional que estimula maior comercialização. China compra acima de 200 mil toneladas nos EUA. La Niña também coloca pressão nas negociações a futuro.

 

Os preços na Bolsa de Chicago voltam a subir efeito do dólar barato no mercado internacional. O movimento externo da moeda estimula a comercialização, onde os fluxos especulativos comandam os ganhos da bolsa. Mercado positivo também é influenciado por compras de soja pela China acima de 200 mil toneladas dos Estados Unidos. Preocupação com a La Niña precifica negócios a futuros.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Segundo Ricardo Lorenzet, analista da XP Investimentos, a demanda chinesa ocasiona a oportunidade de formarem estoques no país, priorizando os norte-americanos já preocupados com os riscos que o fenômeno climático La Niña possa trazer à produtividade mundial.

 

No Brasil, ainda há regiões que enfrentam a seca. A previsão aponta falta de chuvas pelos próximos dias em Goiás, norte do Mato Grosso e na região do MAPITO (Maranhão, Piauí e Tocantins).

 

Lorenzet avalia que, apesar da expectativa dos compradores para com a possível quebra na produtividade sul-americana, a colheita americana avança, fator que deve pressionar os preços no curto prazo, mas sustentação depende da demanda que permanece aquecida.

Fonte: Redação NA

Nenhum comentário