EXCLUSIVO: Tendência segue de alta para o feijão

Publicado em 25/10/2010 13:53 e atualizado em 25/10/2010 16:26
483 exibições
Feijão: preço sobe no final de semana, com a saca pulando da média R$ 90 para R$ 140,00 no campo. Tendência é de alta, que puxa também o feijão preto. No final do ano o Brasil deverá importar 20 mil toneladas de feijão preto da China.

 

Depois da recuada, o preço do feijão sobe no final de semana para uma média de R$ 140,00 a saca no campo, pulando dos antigos R$ 90,00. A tendência segue de alta já que as principais praças produtoras estão atentas à influência do La Niña sobre as safras. A falta de feijão fará o Brasil importar 25 mil toneladas de feijão preto da China.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

O movimento de alta já era esperado pelo mercado que recuou bruscamente após atingir preços máximos acima de R$ 200,00. Segundo Mercado Lüders, analista de mercado da Correpar, é preciso que o produtor fique atento aos momentos dos preços e ir aproveitando para ser remunerado nos picos porque a tendência é de valorização do mercado.

 

Apesar de acompanhar a alta, o feijão preto subiu em cotação um pouco mesmo do que o carioca com a expectativa de que o Governo volte ao mercado algum feijão que fora adquirido durante o ano. Apesar da oferta, o Brasil deve importar em dezembro mais de 20 mil toneladas de preto da China. Para Lüders, a importação será boa para equilibra o mercado atacadista brasileiro a fim de que o consumidor não pague mais na gôndola e estimula o consumo.

Fonte: Redação NA

Nenhum comentário