EXCLUSIVO: Margem de lucro dos frigoríficos aumenta ainda mais o custo do consumidor com a carne bovina

Publicado em 08/11/2010 13:53 e atualizado em 08/11/2010 16:32
1058 exibições
Boi gordo: preços continuam em alta, e o ciclo de cotações acima da média deverá se manter pelo menos por mais 6 meses. Margens dos supermercados sobre frigorificos e pecuaristas superam até 130% em alguns cortes.

 

A pecuária vive um momento atípico no setor, onde a demanda é superior à oferta, dificultando para os frigoríficos o preenchimento normal das suas escalas de abate e eleva os preços aos pecuaristas. Porém, o ciclo das cotações acima da média deverá se manter pelo menos por mais seis meses até que a reposição das matrizes comece a normalizar nos rebanhos.

<?xml:namespace prefix = o ns = "urn:schemas-microsoft-com:office:office" />

 

Para o presidente da Abrafrigo (Associação Brasileira dos Frigoríficos), Péricles Salazar, a alta pode estar chegando ao seu limite, pois os consumidores devem rejeitar a pagar mais pela carne bovina. Culpa das redes de supermercado que cobram em sua margem de lucro entre 40 e 130%, dependendo do corte, sobre a indústria frigorífica e os pecuaristas.

 

Após as altas máximas do mercado pecuário, Salazar acredita que os preços se sustentem por mais seis meses, até voltar a normalidade tanto para a indústria quanto em relação aos preços para o consumidor.

Fonte: Redação NA

1 comentário

  • Julio Cesar PintoUchoa Goiânia - GO

    So agora a ABRAFIGO vem falar isto porque nao comentou isto quand a carne estava mais barata
    Todos nos sabiamos destas margens dos supermercados

    0