DA REDAÇÃO: Mercado do boi gordo segue com pressão de alta com a baixa oferta de animais

Publicado em 07/07/2011 12:16 e atualizado em 08/07/2011 14:50 742 exibições
E
Mercado do boi gordo segue com pressão de alta em diversas praças pecuárias, com baixa oferta de animais e com muitos frigoríficos aceitando pagar o valor pelo boi castrado. Consumo segue lento mas, flui no mercado atacadista.
Mercado do boi gordo segue com pressão altista em várias praças pecuárias, resultado da baixa oferta de animais para abate e da redução das exigências dos frigoríficos em relação às aquisições do boi castrado. Segundo a especialista em mercado pecuário da XP Investimentos, Lygia Pimentel, muitas indústrias estão aceitando pagar o valor do boi castrado, o que tem influenciado a alta dos preços.

As escalas permanecem curtas, atendendo em média 3 dias em São Paulo. Nos outros estados seguem um pouco mais alongadas, porém, contam com falhas e pulos. O consumo de carnes segue lento, mas, flui no mercado atacadista.

Os preços na BM&F trabalham em baixa hoje para o vencimento outubro devido ao movimento de realização, após as últimas altas no patamar de R$ 105,00/@. "Nessa casa dos R$ 105,00 a gente já repara realizações e algumas entradas de produtores fazendo headge para se protegerem em patamares mais interessantes", comenta.

Por:
Marília Pozzer
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário