ENTREVISTA: Confira a entrevista com Tarcilo Rodrigues - Diretor da Bioagência

Publicado em 22/07/2011 14:14 987 exibições
Etanol: Brasil deverá importar dos Estados Unidos 600 milhões de litros de hidratado para abastecer mercado interno. Próxima safra de cana deve ser maior, mas ainda insuficiente. Governo precisa discutir estabilidade na produção.

2 comentários

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Ninguém ousa levantar o assunto e apontar a verdadeira mazela ocorrida com a jabuticaba FLEX, um beberrão de etanol. Já pensou toda tecnologia embarcada a serviço de motores à álcool? Já fazem mais de 5 anos que deixaram de fabricar motores à álcool e os melhores deles já naquele tempo rendiam mais km por litro do que muito carro flex quando abastecido com etanol. Faz tempo que viemos denunciando isto, basta pesquisar no Google esta frase, "Comprou um carro flex, então você entrou em uma flex enrolation" O abobalhamento midiatico da Rede Bôbo em torno deste assunto garantiu a continuiadade do emburrecimento geral dos brasileiros. Quanta gozação aplicada nos americanos porque faziam etanol de milho... e agora temos que encolher o rabinho humildemente e importar etanol de lá? E ainda tem gente criticando a sobretaxa de importação deles... quanta ignorância. Pena pelo tempo perdido, 30 anos - 1975 a 2005 e o motor à álcool foi derrotado, por complascência dos brasileiros que se deixam levar facilmente pela propaganda contra os interesses brasileiros... e continua. Código Florestal, Aquecimento Global... Somos tão burros que temos dois Ministérios de Agricultura.! e quem manda mesmo no assunto é o "sub" do Min. da Fazenda.

    Fantástica idéia do Levino Dias Parmejiani, trazer da lua pela internet! Diante de tantos poetas, este foi o melhor verso!

    0
  • LEVINO DIAS PARMEJIANI Cacoal - RO

    Produzir álcool no Brasil destrói a camada de ozônio. Importar dos EUA não, pois o álcool americano é produzido na Lua e será enviado ao Brasil via internet. Somos a bela adormecida em sono esplêndido pelo maldito beijo do sapo barbudo.

    0