ENTREVISTA: Confira a entrevista com Sebastião Gulla - Analista de Mercado

Publicado em 23/09/2011 18:17 558 exibições
Milho: fundos derrubam cotações em Chicago, enquanto cereal mantém ganho contínuo na BM&F nesta sexta-feira. Alta do câmbio mantém os preços no Brasil firmes, com referência Campinas (SP) acima de R$ 30,00/sc, confirmando perda severas na safrinha do Sul do país.

1 comentário

  • Guilherme Frederico Lamb Assis - SP

    Quando os custos de insumos para os produtores de aves, suínos e bovinos sobem é uma "choradeira", mas quando o milho estava a 10,00 R$ a saca e o produtor de grãos pagava 1500 reais por uma tonelada de NPK, 300,00 R$ em um caso de semente de milho, dentro outros custos a maioria desses se negava a "olhar para o futuro" e se mantinham em silencio.

    A culpa maior disso tudo é do Custo Brasil e da ditadura branca que vivemos, onde o governo escolhe grupos específicos para beneficiar em troca de favores como temos visto freqüentemente.

    Como a oposição que existe e fraca e tímida os fisiologistas e os socialistas nadam de braçada!

    0