DA REDAÇÃO: Suinocultores pedem teto máximo para preços do milho

Publicado em 19/10/2011 10:21 e atualizado em 19/10/2011 11:08 264 exibições
Suinocultores sofrem com elevação do preço de insumos (milho e soja), retração no consumo de carnes e perda do mercado Russo. Teto máximo para milho subsidiaria produtores para viabilizar manutenção da atividade.
Produtores de suíno propõem teto máximo aos preços do milho a fim de subsidiar a produção de carne. Segundo Losivânio Luis de Lorenzi, Presidente da ACCS (Associação Catarinense de Criadores Suínos), a medida é necessária para manter os produtores no campo, já que a falta de renda tem feito muitos deles pensar em desistir da atividade. “Tivemos um ano muito difícil até então e não tem perspectiva de melhora”, afirma.

O custo de produção está próximo de R$2,70, segundo levantamento da Embrapa.  A elevação dos preços da soja e milho, dessa forma, significa um grande entrave.

O setor ainda enfrenta a retração no consumo de carnes e a perda nas exportações com o embargo russo (que representava 44% das exportações). A esperança de melhora na renda desses produtores veio com a impressão de que o dólar poderia disparar, o que não aconteceu:  “isso tem sido um fator agravante para o lucro do produtor”.

A possibilidade de abertura do mercado da África do Sul no início da semana também trouxe expectativa. Porém, nesta quarta-feira, foi divulgado que seria preciso uma auditoria para verificar a questão sanitária, “por mais que venham as noticias, as exportações não acontecem”, diz.

Por:
Fernanda Cruz
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário