ENTREVISTA: Confira a entrevista com Celso Ricardo Ludwig - Coordenador Fetraf Sul

Publicado em 16/11/2011 13:04 302 exibições
Exigências de preservação de APPs do novo Código Florestal deve impactar diretamente pequenos produtores brasileiros. Pesquisa do IBGE mostra que 4,5 milhões de famílias estão em propriedades rurais de até 4 módulos fiscais e 1,3 milhão até abaixo desta extensão. Disposições transitórias do novo texto devem enquadrar a situação de pequenos produtores.

1 comentário

  • Telmo Heinen Formosa - GO

    Caro João Batista, este dirigente é nosso inimigo nesta questão. Ele defende privilégios para os agricultores familiares caracterizados pela Lei 11326/06 em cujos moldes cerca de 1,3 milhão de pequenos produtores não se enquadram ao passo que nós estamos utilizando o referido estudo do IBRE/IBGE justamente para mostrar que os privilégios devem beneficiar a todas as propriedades com tamanho inferior a quatro (4) Módulos. Eles tem inclusive o apoio da CNBB, Sen. Suplicy, entidades como a CONTAG que tem a visão focada no próprio umbigo. Atendendo os pedidos deles, o agricultor familiar nunca poderá crescer porque terá que correr para providenciar exigencias ambientais na área total dele quando ela aumentar. O dito cujo estudo carrega falhas devido as falhas no próprio Censo Agropecuário todavia para ser justo a regra deverá ser aplicada com 'gradualidade' como defende o Min. Reinhold Stephanes. Já chega o conflito com a Lei da Mata Atlântica que impede um proprietário de 11 hectares de mata em MG desmatar qualquer pedacinho só porque não o fez antes desta famigerada Lei da Mata Atlântica que vai causar muita dor de cabeça ainda.

    0