A expectativa é que o volume de vendas de máquinas agrícolas aumente em 2019, aponta consultor

Publicado em 03/10/2018 18:30
584 exibições
Durante o evento, os dirigentes de cada indústria debateram a respeito da agricultura 4.0 e da necessidade de equipar os agricultores familiares.
SIMPÓSIO SAE BRASIL 2018

O 10º Simpósio SAE BRASIL de Máquinas Agrícolas debateu as perspectivas agroeconômicas e a visão dos principais fabricantes em relação ao mercado e desenvolvimento de máquinas e implementos para a agricultura. O evento teve como objetivo reunir a comunidade agrícola e os profissionais de desenvolvem às máquinas no Brasil para debater sobre as inovações tecnologias no setor.

O evento contou com a presença do palestrante e economista da Farsul, Antonio da Luz, que destacou as demandas da agricultura brasileira para ser mais produtiva e eficiente. “As máquinas agrícolas começam a ter uma retomada do crescimento e ainda tem muito espaço para a venda de tratores desde tenha produtores com níveis de endividamento mais baixos”, comenta.

O simpósio também contou com a palestra do analista da consultoria Agroêconomica, Carlos Cogo, que mostrou os números do mercado nacional de máquinas agrícolas que foi realizado pelo censo do Instituo Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) no ano de 2017. “A gente sabe que o brasil tem capacidade instalada para atender até 30% do que está sendo vendido atualmente”, afirma.

O analista ainda ressalta que as perspectivas é que as vendas de máquinas aumente no próximo ano. “Acredito que em 2019 vai ter uma surpresa positiva em vendas de maquinários”, aponta.

O evento também promoveu um debate com os dirigentes de cada indústria sobre as perspectivas de mercado para o segmento da mecanização agrícola brasileira com a chegada da agricultura 4.0 e a necessidade de equipar melhor os agricultores familiares.

Confira mais informações sobre máquinas agrícolas e tecnologias.

Leia também: 

>> Em busca de economia, produtores rurais investem em máquinas agrícolas robustas e versáteis

Por: Frederico Olivi e Andressa Simão
Fonte: Marcas e Máquinas

1 comentário

  • elcio sakai vianópolis - GO

    Sei que as maquinas estão evoluindo rapidamente, novas tecnologias implantadas pra obter o máximo de rendimento possível, com uma melhor perfeição no serviço. Porém esqueceram de falar que existem maquinas e implementos agrícolas cujo preço subiu acima de 7% ao ano. Nos últimos cinco anos, cada ano que se passa, está ficando mais difícil acompanhar essa tecnologia. A renovação de frota pros pequenos e médios produtores está muito comprometida. Muitos não estão conseguindo nem ter retorno na sua atividade. Uma grande parte dos produtores acham que a solução é financiar um equipamento novo via BNDES com um prazo de 8 a 10 anos, porém esquecem que no final do pagamento das parcelas, estarão pagando o preço de duas maquinas (e sua maquina, estará valendo de 30 a 40% da relação de um novo). Tomem cuidado com o financiamento, juros mesmo parecendo baixos numa economia estabilizada pode virar uma grande armadilha.

    0
    • CARLO MELONISAO PAULO - SP

      Homem AVISADO e' meio SALVADO...

      3
    • EZEQUIEL DUTRADURANDé - MG

      Elcio Sakai, eu gostaria de ser capaz de escrever comentários assim. Comentou, acrescentou a informação, apresentou sua perspectiva e aconselhou com sabedoria. Penso que este espaço seria muito mais útil se soubéssemos utiliza-lo. Realmente admirável!

      0