Colheitadeira conta com ferramentas que evita perdas na soja por qualidade

Publicado em 30/10/2018 17:05
856 exibições
O sistema de limpeza DF3 permite que o grão tenha uma superfície de contato maior com a peneira e que a limpeza fique melhor mesmo com a colheitadeira trabalhando em velocidades mais altas.

Na região de Lucas do Rio Verde/MT, os produtores rurais enfrentam diversos desafios no momento de colher os grãos. Tendo em vista que o maquinário pode ser determinante para ter uma produção mais eficiente e com qualidade.

Com o auxilio da colheitadeira da John Deere, no modelo S680, é possível colher em torno de 90 hectares por dia. De acordo com o produtor rural, Maclayton Priester, a preocupação é com a dificuldade em controlar a umidade da oleaginosa. “A gente colhe a soja com 13 e 14 de umidade em um dia, no outro colhe com 25 de umidade. Então, é uma variação muito grande”, comenta.

Dentre as tecnologias embarcadas, a colheitadeira conta com o mapa de produtividade que permite um gerenciamento mais eficiente e rentável. “É uma ferramenta importante que utilizamos o mapa de produção e depois o mapa de fertilidade e conseguimos ter uma leitura do solo e produção”, afirma o produtor.

Com uma nova geração de antenas, que assim como o sinal RTK, conta com a repetibilidade de nove meses consecutivos. “A diferença é quando temos um tempo nublado  o sinal demora um pouco mais para estabelecer comunicação com o satélite, isso foi melhorado SF6000 que demora no máximo 30 segundos”, comenta.

Confira mais informações sobre máquinas agrícolas e tecnologias.

Leia mais: 

>> Pulverizadores permitem otimizar o uso dos insumos aplicando nos locais corretos

 

Fonte: Marcas e Máquinas

Nenhum comentário