Milho safrinha já tem perdas devido à ocorrência de geada em Coronel Vivida (PR)

Publicado em 02/05/2016 11:00
Geada ocorreu no domingo e na manhã desta segunda-feira (2). No milho, perspectiva de produtividade era de 100 sacas por alqueire. Plantações de feijão e da soja safrinha, que estavam em formação de grãos, também foram afetadas pelo evento climático. Perdas ainda serão contabilizadas nos próximos dias. Saca do cereal é cotada a R$ 43,00 na região e a da do feijão carioca a R$ 200,00.

Nesse final de semana, algumas regiões do Paraná registraram a ocorrência de geadas. Em Coronel Vivida, os termômetros marcaram os 4ºC e o evento climático aconteceu no domingo e na manhã desta segunda-feira (2). Como consequência, muitas lavouras de feijão e milho safrinha foram afetadas pela geada e já há perspectivas de redução na produtividade.

Segundo o engenheiro agrônomo e produtor rural da região, Hélio de Carli, a cultura mais afetada é a do milho. “As plantações estão em fase de grão leitoso e a geada acabou queimando as folhas. A projeção de produtividade era de 100 sacas por alqueire e os preços estão bons, havia uma expectativa de compensação depois das perdas registradas na safra de verão. Porém, em função, do evento climático, o rendimento ficou comprometido”, explica.

A grande preocupação é que o estado precisa consolidar uma boa safrinha de milho, uma vez que, a partir do próximo ano, os produtores paranaenses não poderão mais cultivar a safrinha de soja. Com isso, vários agricultores estão testando variedades nessa temporada.

Ainda no caso da safrinha de soja, algumas lavouras, especialmente as semeadas mais tarde e, que estão em fase de enchimento de grãos, também foram afetadas pelas geadas. “Estamos acompanhando as previsões climáticas e acreditamos que o evento climático não deve ocorrer nos próximos dias, já que no final da semana há previsão de chuvas para a nossa região”, completa de Carli.

Seguro agrícola

Diante dos prejuízos já instalados, o produtor ainda ressalta que muitos agricultores já acionaram o seguro. “Essas lavouras, principalmente as de feijão são financiadas e têm o seguro, o Proagro. Os produtores devem receber a visita dos peritos nos próximos dias”, acredita.

Preços

Atualmente, a saca do milho é cotada entre R$ 43,00 a R$ 45,00 na região. Já o feijão carioca é negociado em torno de R$ 200,00 a saca. 

Confira abaixo foto enviada pelo produtor rural:

Imagens do dia - Geada em Coronel Vivida (PR), prejuízos no feijão e milho da safrinha

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário