Confirmado 1º caso de ferrugem asiática em lavoura comercial de soja em MT

Publicado em 07/12/2016 12:08
3656 exibições
Caso foi registrado em União do Sul, no norte do estado. Chuvas previstas nos próximos dias podem favorecer o aparecimento da doença em outras plantações. Em doze anos, prejuízos com a ferrugem superam os US$ 30 bilhões no país, sendo US$ 10 bilhões somente em Mato Grosso. Produtores devem realizar o monitoramento e aplicação de defensivos nas lavouras.
Confira a entrevista de Nery Ribas - Dir. Técnico Aprosoja

Podcast

Confirmado 1º caso de ferrugem asiática em lavoura comercial de soja em MT

Download

 

Mato Grosso confirmou o primeiro caso de ferrugem asiática em lavoura comercial de soja da temporada 2016/17. O caso foi registrado na região de União do Sul, mais ao norte do estado e, atestado pela doutora em fitopatologia e produtora rural de Claudia, Roseli Giachinni. Desde a safra 2004/2005, quando a doença foi identificada no país, os prejuízos superam os US$ 30 bilhões. Somente no estado mato-grossense, o montante é de US$ 10 bilhões.

A situação serve como alerta aos produtores rurais de todo o estado, segundo o diretor técnico da Aprosoja, Nery Ribas. “Com o clima normal, temos alta umidade e altas temperaturas, condições ideais para a propagação dos fungos. Por isso, o alerta serve para todo o estado. É preciso ter atenção redobrada, monitoramento e acompanhamento das lavouras. Os custos de produção são elevados e os produtores carregam dívidas das safras anteriores, então não podemos errar”, reforça.

O técnico ainda acrescenta que, a ferrugem continua sendo a principal doença na cultura da soja. “E temos poucos produtos disponíveis para o combate devido à exposição das moléculas ao longo dos anos, então precisamos preservá-las. Tudo isso precisa ser observado, a dosagem e o intervalo das aplicações. Precisamos seguir a recomendação para que o tenhamos eficiência, resultado econômico e combate efetivo”, destaca.

Além disso, é muito importante que os produtores busquem orientação técnica para identificação da doença e monitoramento das áreas afetadas. De acordo com informações do consórcio antiferrugem, o estado têm mais dois casos de ferrugem em soja voluntária. As cidades afetadas são Campo Verde e Primavera do Leste.

Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário