Soja: Especialista explica os diferenciais das variedades argentinas que devem ter produtividade de até 70 scs/ha nesta safra

Publicado em 13/02/2018 10:42 e atualizado em 01/03/2018 07:47
5758 exibições
Os materiais argentinas costumam ter características diferentes dos que são plantados no Brasil. Levando em conta o tour, até o momento, as lavouras do país estão em nível médio a muito bom. A produtividade em algumas áreas pode chegar a até 70 sacas por hectare.

LOGO nalogo

Podcast

Soja: Especialista explica os diferenciais das variedades argentinas que devem ter produtividade de até 70 scs/ha nesta safra

Download


O Notícias Agrícolas, representado por Daniel Olivi, está participando, neste Carnaval, de um Crop Tour pela Argentina, juntamente de Ginaldo de Sousa, da Labhoro Corretora. Também participam Marcelo da Cruz e Claudinei Simões, consultores técnicos da Big Safra.

Confira o Diário de Viagem do Crop Tour Argentina 2018

Confira a página com todas as informações do Crop Tour Argentina 2018

Tags:
Fonte: Notícias Agrícolas + Labhoro

1 comentário

  • Júlio Pedro Bertagnolli Borella Passo fundo - RS

    Me causa um certo espanto ver um consultor falar que as variedades argentinas são muito diferentes e muito mais produtivas que as brasileiras. Será que ele não sabe que 80% do banco genético das principais detentoras das sojas brasileiras (nidera, brasmax, don Mario, etc.) tem origem nos materiais argentinos?. Até porque quando o governo brasileiro resolveu atrasar a nossa agricultura, proibindo a pesquisa de transgênicos, quase todas as multiplicadoras se mudaram para a Argentina, visando continuar a pesquisa. Só por isso que hoje temos alta produtividade aqui no Brasil também. As variedades da Embrapa, que até a década de 90, eram as mais produtivas, só ficaram para trás porque o governo (do PT) proibiu seus órgãos de pesquisa de evoluir. Viva a soja Argentina, que salvou nossa agricultura com os transgênicos

    3
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Que nada...nossa Embrapa....é ruim há muito tempo...só balela...a maioria das evoluções não vem da embrapa...e só analisar de 75 pra cá...

      10
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      A Embrapa tem muita coisa boa. O problema é que ela não paga propina para que vendam suas variedades. A soja de maior produção no Paraná é a BRS 284. E as RR e Intactas não perdem em nada para as variedades privadas. Pelo contrário. Se uma variedade da Embrapa mostra sistema radicular ruim, ela nem é lançada. Veja como foi a murchadeira neste ano.

      3
    • NERI EDSON BANOWSKIVILHENA - RO

      Na verdade um canal de notícias tem o queijo em uma mão a a faca em outra! Fica fácil vc apostar na bolsa de valores se você também consegue dar uma notícia baixista ou altista!

      3
    • VICTOR BENSOMAJOR VIEIRA - SC

      Outro item a ser lembrado é o modelo de difusão de tecnologia adotado pela Embrapa. O melhoramento da Embrapa acontece nas Fundações. Estas por sua vez não tem uma boa capilaridade no setor sementeiro. Automaticamente, existe uma presença muito menor das cultivares BRS junto aos produtores.

      1
    • ELTON SZWERYDA SANTOSHORTOLÂNDIA - SP

      Nem ao ceu e nem ao inferno, plantei uma variedade Embrapa brs... nao lembro, faz tempo, cresceu bonita, e quando começou a encher os graos começou a necrosar as folhas e murchar..., deu quebra de safra..., resumindo nunca mais me interessei pelas variedades da Embrapa. Ninguem é dono da razão!!!

      1
    • ARCI MENDESPOMPÉIA - SP

      Uma outra característica dos materiais argentinos desenvolvidos para um clima temperado, aplicados no nosso clima tropical do cerrado, ampliam o ciclo e tendem a produzir mais aqui do que na argentina! A maioria dos campeões da CESB usam materiais argentinos!

      0