Excesso de chuvas ocasiona prejuízos às lavouras no Sul do Brasil

Publicado em 19/10/2016 13:00 e atualizado em 20/10/2016 09:49
1937 exibições

As chuvas registradas no Rio Grande do Sul desde o último final de semana têm ocasionado muitos prejuízos às lavouras. Em Santa Maria, as chuvas ultrapassam os 375 mm desde sábado e muitas plantações de arroz estão alagadas. Com isso, algumas áreas ainda terão que ser replantadas, conforme destaca o presidente do Sindicato Rural, Sérgio Renato Freitas. No caso da aveia, muitas lavouras estão acamadas e os prejuízos ainda serão contabilizados.

Muitas regiões do estado continuam alagadas e, segundo a Defesa Civil, mais de 300 famílias tiveram que deixar suas casas. De acordo com dados reportados pela Climatempo, a quarta-feira ainda será marcada pelo tempo carregado com risco de tempestades, fortes rajadas de vento e chance de granizo.

"A chuva dá trégua ao Rio Grande do Sul a partir desta quinta-feira (20) quando as áreas de instabilidade enfraquecem e saem do estado. Ainda pode chover um pouco pela manhã no sul e norte gaúcho, mas nada comparado aos temporais dos últimos dias.", informou a Climatempo.

Confira imagens de Catuípe (RS) enviadas por Frederico Olivi:

Chuvas castigam lavouras na região de Catuípe (RS). Envio de Frederico Olivi

Chuvas castigam lavouras na região de Catuípe (RS). Envio de Frederico Olivi

Chuvas castigam lavouras na região de Catuípe (RS). Envio de Frederico Olivi

Chuvas castigam lavouras na região de Catuípe (RS). Envio de Frederico Olivi

Chuvas castigam lavouras na região de Catuípe (RS). Envio de Frederico Olivi

Confira a entrevista com o presidente do Sindicato Rural de Santa Maria, Sérgio Renato Freitas, na íntegra:

>> Com chuvas de mais de 300 mm, lavouras de arroz estão alagadas em Santa Maria (RS)

Sul ainda tem muita chuva nesta quarta, aponta Climatempo

Pelo quinto dia consecutivo, o Rio Grande do Sul amanheceu debaixo de chuva torrencial e generalizada. Fortes áreas de instabilidade associadas a um sistema de baixa pressão ainda atuam sobre o estado mantendo o tempo carregado com risco de tempestades, fortes rajadas de vento e chance de granizo. As últimas imagens de satélite da Região Sul mostram o estado coberto pelas instabilidades.

Em 24 horas, entre às 9 horas da terça-feira (18) e às 9 horas desta quarta-feira (19), os volumes de chuva ainda foram bastante elevados no estado. Confira os acumulados segundos dados das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET).

Veja a notícia na íntegra no site da Climatempo

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas+Climatempo

Nenhum comentário