Café: O mercado futuro continua muito volátil e encerra semana com balanço positivo de 290 pontos

Publicado em 25/04/2014 18:04 962 exibições

Não se alterou o comportamento do mercado futuro de café esta semana. Os contratos na ICE Futures US apresentaram fortes e rápidas oscilações em todos os pregões, e, mais uma vez, fecham a semana com um balanço positivo. Foram 290 pontos de alta no período. O resultado só não foi melhor porque hoje, o agravamento das tensões políticas nas fronteiras de Rússia e Ucrânia levou os mercados ao redor do mundo a trabalharem em baixa, arrastando junto as cotações do café. 

Com o feriado do dia de Tiradentes na segunda-feira, o mercado físico brasileiro teve uma semana mais curta. Começou na terça-feira, quando uma alta de mais de 1 500 pontos em Nova Iorque, estimulou os negócios e as cotações. Os preços no mercado físico brasileiro subiram menos que nas bolsas, com os compradores resistindo bastante para repassar as altas. Os produtores que ainda têm café mostraram calma e só fecharam negócios quando alcançaram os preços pretendidos. O mercado apresentou-se firme e os compradores encontraram bastantes dificuldades para comprar os lotes necessários para cumprir seus compromissos de embarque e consumo interno.

Os investidores no mercado vêm acumulando um ganho de 12,1 bilhões dólares nos contratos futuros de Café, aonde os Fundos de investimento vem segurando uma posição comprada de 40.233 contratos desde 15 de abril, de acordo com a Commodity Futures Trading Commission. Nesta terça-feira, o café arábica para entrega em maio subiu 15,1 centavos, ou 7,7% , na ICE Futures dos EUA no preço de 2,1180 dólares por libra , o maior fechamento desde fevereiro de 2012 (Fonte : The Wall Street Journal – veja mais informações em nosso site).

O CMN - Conselho Monetário Nacional informou nesta sexta-feira que o FUNCAFÉ - Fundo de Defesa da Economia Cafeeira terá orçamento de R$ 2,925 bilhões para 2014. O montante estará dividido em recursos para estocagem (R$ 1,3 bilhão), operações de custeio (R$ 845 milhões), financiamento para aquisição de café (R$ 750 milhões), financiamento para recuperação de cafezais danificados (R$ 20 milhões) e financiamento de contratos de operações em mercados futuros (R$ 10 milhões). A resolução foi divulgada na manhã desta sexta-feira, 25, pelo Banco Central.

Até o dia 24, os embarques de abril estavam em 1.478.963 sacas de café arábica, mais 104.018 sacas de café conillon somando 1.582.981 sacas de café verde, mais 95.439 sacas de café solúvel, totalizando 1.678.420 sacas embarcadas, contra 1.433.532 sacas no mesmo dia de março. Até o dia 24 os pedidos de emissão de certificados de origem para embarque em abril totalizavam 2.284.058 sacas, contra 2.086.752 sacas no mesmo dia do mês anterior.

A bolsa de Nova Iorque – ICE, do fechamento do dia 17, quinta-feira, até o fechamento de hoje, sexta-feira, dia 25, subiu nos contratos para entrega em maio próximo, 290 pontos ou US$ 3.84 (R$ 8.62) por saca. Em reais, as cotações para entrega em julho próximo na ICE fecharam no dia 17 a R$ 608,27 por saca e hoje, dia 25 a R$ 614,45 por saca. Hoje, sexta-feira, nos contratos para entrega em julho, a bolsa de Nova Iorque fechou com baixa de 780 pontos. 

Fonte:
Escritório Carvalhaes

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário