Fala Produtor

Participe do Fala Produtor

Um espaço interativo criado para que você possa expressar opiniões, conversar com os outros internautas e debater os temas mais importantes do Agronegócio.

É o Notícias Agrícolas dando voz ao produtor rural.

As opiniões expressas pelos internautas não representam, necessariamente, a posição do site Notícias Agrícolas. Elas apenas traduzem o ponto de vista dos participantes, uma ferramenta criada para dar voz ao produtor rural e fazer com que ele interaja com outros produtores de todo o Brasil.
  • DALZIR VITORIA UBERLÂNDIA - MG 15/12/2018 16:59

    Senhores, a Abiove ou seus membros deveriam comprar as terras do cerrado para ficar com a receita milionária de 50 pila por ha ano... ou seja uma fortuna... enfim, já perguntaram ao produtor ou proprietário do cerrado se ele tem interesse nesse negócio???? Eu não teria...a Europa que se dane...usaram todos os recursos naturais e ainda roubaram muito mais de suas colonias...e agora querem o progresso de quem tem terra...ou pagam uma remuneração do capital referente ao valor da terra ou vão pregar moral de cueca...faco um desafio...o consumidor europeu emprestaria o valor em dólar referente a 1 ha.para receber 50 pila de juros ao ano???? duvido..então Abiove, acorde...

    Comentário referente a notícia: Abiove discute com UE pagamento por preservação em fazendas no Cerrado para evitar novos desmatamentos

    0
  • JOSÉ LUIZ LAZARON ITANHANGÁ - MT 15/12/2018 15:32

    Sr. ANDRÉ NASSAR, antes de puxar o saco dos europeus que devem encher seu bolso, explique quantas toneladas de CO2 são sequestrados num hectare de soja ou de milho plantado aqui no cerrado... portanto, não venha querer privar e ferrar os agricultores que aqui trabalham, sacaneando com essa piada de aquecimento global..., o Sr ANDRÉ NASSAR deve fazer parte dessas ONGS DE ECOLOGISTAS DE ESCRIVANINHA e não representante executivo da Abiove....Tá de brincadeira

    Comentário referente a notícia: Abiove discute com UE pagamento por preservação em fazendas no Cerrado para evitar novos desmatamentos

    0
  • PAULO ROBERTO RENSI BANDEIRANTES - PR 15/12/2018 13:47

    Se existisse um prêmio para a pessoa que proferiu a frase mais correta do ano, com certeza o general Augusto Heleno, futuro ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional do governo Bolsonaro, seria o agraciado.
    Em uma entrevista, o mesmo reiterou seu ponto de vista, com a seguinte frase: "OS DIREITOS HUMANOS SÃO BASICAMENTE PARA OS HUMANOS DIREITOS"...
    "A frase do general, que está longe de ser mero jogo de palavras, pressupõe critério e hierarquia na aplicação desses direitos, a cuja plenitude só pode aspirar quem os respeita. Não é o caso dos bandidos, cujo ofício consiste exatamente em violá-los.
    Qualquer direito pressupõe uma instância que os garanta ? em regra, o Estado, via polícia. O direito humano fundamental é, por óbvio, o de garantir a vida, já que sem ele nenhum outro subsistirá: o da integridade física, o de ir e vir, o de propriedade etc. Quem os viola submete-se (ou pelo menos deveria) aos rigores da lei". (Com Blog do Noblat, Veja)

    0
  • LINDALVO JOSÉ TEIXEIRA MARIALVA - PR 14/12/2018 19:44

    Situação difícil para Bolsonaro. O cara sofre um atentado em campanha, ganha uma eleição difícil contra uma quadrilha dominante, tem contra si a maior rede de televisão e jornal do pais..., mas não podemos esquecer que antes de assumir já tem 75% de aprovação popular de suas acoes ate o momento. Tenho certeza que a partir de marco de 2019 terá mais de 80% de aprovação. Temos que mudar esse pais e esse e o único caminho. Vamos torcer e ajudar este pais a sair do buraco.

    Comentário referente a notícia: Onyx Lorenzoni levanta dúvidas sobre a atuação do Coaf

    0
    • ELTON SZWERYDA SANTOSHORTOLÂNDIA - SP

      Tranquilo, enquanto a caravana passa os caes ladram, pode acabar o mundo, mas o bolsonaro felizmente esta blindado!!

      0
  • CESAR SANDRI MINEIROS - GO 14/12/2018 19:26

    Onde estava o Coaf no mensalão? Estava no colo do Lazarento que presidiu os inquéritos do mensalão no Coaf.

    Comentário referente a notícia: Onyx Lorenzoni levanta dúvidas sobre a atuação do Coaf

    5
  • CESAR SANDRI MINEIROS - GO 14/12/2018 19:23

    Seca no Sul e MS já vai acarretar perdas graves na producao de soja e consequentemente prejuízos grandes aos produtores. Quero ver agora a opinião dos agricultores sobre o fim dos subsídios e renegociações de dívidas. Estou ouvindo.

    Comentário referente a notícia: No Estadão: China quer acordo comercial 'grande e muito abrangente', diz Trump

    12
    • RAFAEL ANTONIO TAUFFERPASSO FUNDO - RS

      Olhem os preços do leite, arroz, café, porco, frango e muitos outros produtos agrícolas e me diga onde tem subsídio no Brasil?

      0
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      Só pode subsidio para tirar o milho do centro-oeste para o resto do Brasil.

      0
    • GILBERTO ROSSETTOBALNEÁRIO CAMBORIÚ - SC

      Não haveria necessidade de se falar em renegociação de dívidas se tivesse um SEGURO que funcionasse razoavelmente bem. Como não tem, é obvio que diante de "perdas graves" haverá necessidade de renegociar dívidas, aliás isto está assegurado no manual de crédito rural. É o minimo do minimo.

      0
  • WILKYN FERNANDES LAGES - SC 14/12/2018 17:24

    Pois é pessoal, aqui em santa catarina na região da serra a chuva está sendo todo dia. Quente, um pouco abafado, céu misto. Boas chuvas aqui.

    Comentário referente a notícia: Tempo: Instabilidades avançam sobre o Sul e áreas do RS, SC e PR têm alerta de tempestade nesta 6ª

    1
    • DALZIR VITORIAUBERLÂNDIA - MG

      Pois é Wilkyn..a 150 km de você..descendo a serra da santa.. no alto vale do Itajaí esta tudo seco..

      0
  • IVANIR MATOS ESPERA FELIZ - MG 14/12/2018 14:20

    E vamos ver até quando esses babacas vão conseguir manipular os preços do café...

    Comentário referente a notícia: Café: Bolsa de Nova York cai mais de 100 pts nesta tarde de 6ª feira e reverte ganhos da véspera

    0
  • EDUARDO LIMA PORTO PORTO ALEGRE - RS 14/12/2018 12:13

    Apesar de não ser especialista na área ambiental, me aventuro a dar um pitaco a título exclusivo de contribuição com os Amigos para construção de argumentos que possam ser úteis nos embates.

    Tenho uma visão um pouco diferente da controvérsia com essas ONG’s. Minha linha de pensamento converge em torno da questão da reciprocidade e uniformidade que deve ser obedecida por todos os signatários desses acordos.

    Hoje, o Brasil tem condições plenas de aderir à qualquer acordo climático e ambiental, mas com uma postura de líder e não de “culpado”.

    Nesse sentido, a abertura de novas áreas, apesar de ser um Direito inquestionável e soberano, não tem lógica econômica e na atual conjuntura de preços internacionais geraria mais prejuízo do que benefício.

    O Dr. Evaristo de Miranda tem absoluto domínio técnico dessa questão, possui equilíbrio e reconhecimento internacional. Um interlocutor desse gabarito precisa ser nomeado para ser o porta-voz, não só do setor, mas do País.

    Ele e outros cientistas da área, com o apoio dos valorosos economistas da nova equipe, possuem capacidade de sobra para posicionarem corretamente o assunto e em benefício para o País. Uma das alternativas seria a de criar um mecanismo de compensação financeira nos moldes obtidos pelo setor de algodão quando conseguiram ser indenizados pelos prejuízos causados pelos americanos.

    Outra coisa, o saudoso Dirceu Gassen me contou certa vez que estava trabalhando num estudo para demonstrar a capacidade da soja no sistema de plantio direto de absorver CO2. Na ótica dele, e pode ser que o tempo da conversa me confunda em algo, haveria um “serviço ambiental” ativo com o cultivo, talvez superior a capacidade de uma floresta. Não sei se houve avanço nesse estudo e nem as eventuais conclusões obtidas. O fato é que temos diversas experiências que precisam ser devidamente coordenadas.

    Façamos como o Bolsonaro que sabiamente remete assuntos de economia mais complexos ao seu Posto Ipiranga.

    2
    • MARCO ANTONIO STAHLSCHMIDTARAQUARI - SC

      Em recente encerramento da COP 24 na Polonia. a revista europeia "Nature" destacou o envolvimento dos brasileiros em divulgar lugares do nosso mundo com ambientes preservados..., da paradisiaca cidade praiana de Garopaba, da santa e bela Catarina. Outros viajantes mostram o Alasca, a Patagonia, praias de Cuba, o rio Ganges na Índia, o outbeck australiano, ondas gigantes de Portugal,.etc.... esta iniciativa educacional e de olhar consciente para a natureza, só os brasileiros tem....

      0
    • CARLOS MASSAYUKI SEKINEUBIRATÃ - PR

      Já passou da hora do Brasil assumir o protagonismo nessas questões ambientais no mundo. Temos a maior área de florestas do mundo, a maior reserva de água doce do planeta, temos a matriz energética mais diversificada do mundo com 45% de participação de fontes renováveis, fomos pioneiros na utilização do etanol como combustível em larga escala. Temos o maior potencial hidroelétrico do mundo. Nossas matas ciliares são preservadas e temos a maior proporção de plantio direto do mundo. É importante que o Brasil assuma esse protagonismo porque é preciso desenvolver soluções inteligentes que contemplem tanto a preservação quanto a geração de riquezas. Meio ambiente é coisa séria, para profissionais e não para ONGs interesseiras nem para entusiastas sem noção que mais atrapalham do que ajudam. Quanto à fixação de carbono pela soja, Sr. Eduardo, ambientalistas desonestos nunca se lembram que qualquer plantação fixa carbono enquanto cresce. Só se lembram das emissões.

      0
  • RENATO SCARIOTE SAPEZAL - MT 14/12/2018 11:44

    Não acredito que os royalties serão tão altos, pois vejo que a necessidade por essa tecnologia é bem menor do que foi no caso das lagartas, a não ser que os matérias genéticos sejam muito mais produtivos. Porque só pelo fato de ser Dicamba, eu mesmo não tenho a necessidade de usar, será pontual de algumas áreas.

    Comentário referente a notícia: Segunda geração da soja Intacta é apresentada pela primeira vez no campo aos produtores

    0
  • DANILO PIANEZZOLA ANTA GORDA - RS 14/12/2018 11:36

    Muito cedo ainda em falar em maior produtividade. Cuidado com o veranico, que infelizmente pode prejudicar, como está prejudicando o Sul do Brasil e Paraguay. Vamos torcer para que dê tudo certo..., quem sustenta o Brasil é o agronegócio, fora isso estaríamos no fundo do poço... a força vem do campo...

    Comentário referente a notícia: Com boas chuvas e aumento na área plantada, soja na região de Cerejeiras/RO deve ter produtividade maior

    0
  • RODRIGO POLO PIRES BALNEÁRIO CAMBORIÚ - SC 14/12/2018 07:28

    Ao dr. Gilberto, advogado, que, ao que parece, mora em Mineiros GO... Digo, primeiramente, que Mineiros é uma cidade muito bonita, e a qual espero não estar sofrendo os efeitos do veranico, que aqui no sul do MT é mais pontual (nos lugares onde sempre choveu mais, hoje está chovendo bem, bem até demais, pois são chuvas pesadas e curtas, essas chuvas não são as melhores... afinal, muita água em pouco tempo sempre acaba escorrendo, empoçando, de modo que fica concentrada em curvas e mais outras coisas que acontecem...)... Pois bem, ele me compara ao escorpião da famosa fábula, em que o sapo o ajuda atravessar o rio..., quero dizer ao Dr. Gilberto que já fui o sapo, nunca o escorpião... E se devo essa condição a alguém é ao meu velho e bom pai, à minha falecida mãe, que Deus a tenha junto Dele, meu falecido avô, minha falecida avó paterna, e minha avó viva ainda, mãe de minha mãe. Que Deus tenha todos... Ainda posso colocar nessa lista dois tios... Além desses ninguém nunca me ajudou sequer a atravessar a rua. E, na minha mesa, nunca jamais comi imposto cobrado da pobreza, disso não tenho medo. Tenho, por certo, pecados piores que esses, mas não o de ferroar para matar quem me ajudou... Eu falo, Dr. Gilberto, porque é preciso catalogar as idéias desses politicos comunistas, é preciso definir bem os contornos de tais idéias. O Jerominho, por exemplo, defende uma anistia da cobrança do funrural, então ele reconhece uma divida que não existe, e ele está errado,... o Sr. deputado presidente da FPA está mais errado ainda, pois além de reconhecer a divida, quer que os produtores paguem. Um reconhece e não quer que paguem, o outro também reconhece e quer que paguem... Não é no minimo esquisito para uma "frente" parlamentar? E sobre o fim do foro privilegiado? Por que não falam? Como vota deputado? Votam pela manutenção do foro, é evidente, ou não teriam colocado um sujeito que foi preso pela policia federal como chefe de uma das comissões da tal "frente". E ainda o deputado presidente da frente, caluniador, intrigante fofoqueiro, diz que o "caso" Flávio Bolsonaro é caso de policia..., e o Neri Gueller é o que Sr. Presidente da FPA? Só que o Neri Gueller é bandido mesmo, não é a primeira vez que aparece em rolo e foi preso, já contra o Flávio Bolsonaro e a primeira dama Michelle, existe apenas suas injúrias e difamações. Voce pode cometer tais crimes, tem foro privilegiado não é mesmo? Como vota o deputado presidente da FPA? Vagabundo pilantra, caso de policia não é com voce? Se não fosse não teriam colocado o Neri Gueller como chefe de comissão da "frente", FPA... Pois aí está, sr. advogado, eu acuso esses covardes infames de caluniar e difamar pessoas inocentes em vez de denunciar o uso politico criminoso pelo aparelhamento de órgãos do governo. Obrigado pela atenção...

    3
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Sr. Rodrigo, vou usar parte de trechos para APOIAR sua "luta" ... "Até mesmo um olhar superficial sobre a história ", escreveu Arthur Koestler," deve convencer alguém de que crimes individuais cometidos por motivos egoístas desempenham um papel insignificante na tragédia humana, comparados aos números massacrados na lealdade altruísta a uma tribo, nação, dinastia, igreja, ou ideologia política". ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... "A primeira coisa a notar é que claramente as pessoas não se recusarão a cometer atos imorais, a menos que superem os preconceitos que promovem a obediência inquestionável ao Estado. A auto-educação e livrar-se das falsas crenças que resultam de anos de doutrinação e propaganda excessiva é crucial. Somente fazendo isso podemos afrouxar o domínio que as ideologias perniciosas têm em nossas mentes e, em vez disso, como Thoreau recomendou, usar nossa própria consciência para avaliar o certo ou o errado de uma ação" & Uma parte do trecho que serve como uma luva para o que o Sr. Representa: "Enquanto a tendência a obedecer é certamente uma característica proeminente do homem, há sempre alguns bravos que, diante do poder corrupto, estão dispostos a se levantar e recusar. Aqueles com a coragem de desobedecer não são apenas protetores da liberdade, mas, como Erich Fromm sugeriu, indivíduos que movem uma sociedade para frente" ... "O homem continuou a evoluir por atos de desobediência. Seu desenvolvimento espiritual não só era possível porque havia homens que ousavam dizer não aos poderes em nome de sua consciência ou de sua fé, mas também seu desenvolvimento intelectual dependia da capacidade de ser desobediente, desobediente às autoridades que tentaram amordaçar novos pensamentos e a autoridade de opiniões estabelecidas que declaravam uma mudança absurda. " (Erich Fromm, On Disobedience and Other Essays).

      2
    • RODRIGO POLO PIRESBALNEÁRIO CAMBORIÚ - SC

      Agradeço pelo seu apoio Sr. Rensi..., David Thoreau é, sem dúvida, uma grande influencia para mim..., "devemos lutar com todas as nossas forças, com toda nossa inteligencia, contra o que consideramos indigno e repulsivo", resumo assim parte do caráter desse que foi um grande homem, David Thoreau... Outra idéia dele é a de que um homem não pode ser obrigado a contribuir, colaborar ou financiar aquilo que não quer, por poder terreno nenhum..., o estado não pode, portanto, cobrar impostos das pessoas do jeito que bem entender, tampouco proibir de exercer atividades produtivas que não causam dano a ninguém..., não pode portanto regular, taxar ou cobrar impostos sem que os pagadores concordem em financiar aquilo que querem os governos.

      0
  • ALOÍSIO BRITO UNAÍ - MG 14/12/2018 00:31

    Não tem como fugir disso. Não adianta impor metas ou trabalhar com números dessa maneira ("Brasil perde fatia no mercado mundial de carnes"), quando, o mercado internacional será cada vez mais dividido e concorrido. Novos players sempre aparecerão, afinal a meta do mundo é que os países se desenvolvam mais e melhorem os níveis de vida da população local dos mesmos países. Não dá para comparar carne de bufalo e Índia como mercados concorrentes do Brasil pela fatia mundial. Veja como o EUA vende seu produto para o mundo e veja o valor que eles recebem pelo Kg da carne. Temos que melhorar o valor percebido pela qualidade do nosso produto, divulgá-lo de maneira estratégica correta, agregar valor ao produto com confiança e credibilidade sanitária. O mundo quer carne a pasto. Os novos conceitos de alimentação exigem proteína de qualidade, carboidratos estão em baixa, então aproveitemos com planejamento estratégico adequado e não com comentários distorcidos. Os números são importantes, mas não significa que estamos no caminho errado. Existem outros fatores macro-econômicos mundiais que são alterados e modificados de acordo com as expectativas da sociedade mundial para sermos um mundo mais equilibrado e justo.

    Comentário referente a notícia: No Estadão: Brasil perde fatia no mercado mundial de carnes

    0
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Sr. Aloísio, você já ouviu "aquela" frase: "Carne confiável tem nome"! Pois é esse "empresário" brasileiro é o que detém a maior fatia do mercado de proteína animal do mundo. Nos outros países são várias as empresas que ele comprou com o dinheiro do BNDES, tanto que hoje o seu patrimônio está alocado 80% no exterior e só 20% aqui no Brasil. Ocorre que esses 20% do Brasil, o CADE & os cambau não viram que aquilo é quase um monopólio e, onde ele põe a mão tem coisa errada. Veja as investigações do MP que a "CADA ENXADADA SALTA UMA MINHOCA", ou seja, é só investigar que existe "mutreta". Você acha que vai ser fácil "moralizar" o que está aí?

      0
    • ALOÍSIO BRITOUNAÍ - MG

      Olá Sr Paulo. Obrigado pela observação. A respeito de se vai ser fácil ou não, aí eu não posso me manifestar, até por que sou muito insignificante na cadeia nacional produtiva da carne, muito menos ainda se nosso País se tornará uma referência mundial pela qualidade de vida de seu povo ou não. Acredito nos novos horizontes que se abriram depois do Sr. Moro e Cia, como também com a vitória de Jair Bolsonaro. Entretanto, não entendi muito o seu comentário a respeito do que falei. A questão é, tudo tem seu lado positivo, afinal, quem precisa se preocupar e agir somos nós pecuaristas, por que os monopólios já garantiram seu lugar na cadeia produtiva, mas uma coisa é certa, para eles melhorarem suas margens ou continuarem na atividade como grandes players, precisarão de nossa contribuição. O mundo aqui fora não é mole não. Eles já fecharam plantas na Austrália e venderam negócios nos EUA. Os concorrentes nesses países são fortes, a competência é que faz a diferença mesmo. Agora, a respeito dos outros países que veem melhorando sua fatia de mercado e com desenvolvimento contínuo de suas produções, isso ninguém poderá parar, só poderá compensar com capacidade produtiva e eficiência focada na qualidade conciliada com produção de carne a pasto. Isso eu tenho certeza. O resto só acreditar e termos esperança. Um abraço!

      0
    • PAULO ROBERTO RENSIBANDEIRANTES - PR

      Sr. Aloísio, desculpe-me. Essa falha na minha escrita é uma das minhas características. Não fui critico com relação a seu comentário, só quis somar com mais argumentos. ... ... ... ... Quanto ao enxugamento do patrimônio da J&F, em tudo que eles põem a mão ... TEM MUTRETA... ... ... ... Veja a maior fábrica de celulose do mundo que eles montaram em Três Lagoas, no MS. Em Setembro de 2017, saiu a notícia que eles venderam para uma multinacional Paper Excellence (PE) com sede na Holanda que pertence aos mesmos donos da gigante indonésia Asia Pup and Paper, seus proprietários são uma família de origem chinesa Widjaja, estabelecida na Indonésia. ... ... ... ... ... ... .... Sei que contar "estórias" é muito maçante para quem as ouve, mas quando houve a "Crise dos Tigres Asiáticos" nos anos 90, esse grupo era o maior devedor ao governo indonésio. ... ... Por "mágicas", como os donos da J&F são especialistas, esse grupo asiático tornou-se isso que aí está e, agora entra no país como o maior produtor de celulose. ... ... Não devemos nos esquecer que o atual presidente Temer, quando era vice-presidente foi participar das festividades da inauguração da fábrica. ... ... ... Gostaria de deixar escrito ... ... OS OLHOS QUE VEJO NESSAS PESSOAS, NÃO SÃO OS MESMOS OLHOS QUE MUITOS VÊM ... ...

      0
  • RUBENSON ANTÔNIO ASSINCK SANTA BÁRBARA DO SUL - RS 13/12/2018 22:27

    Fico aqui só imaginando a quanto vai os royalties desta nova tecnologia....

    Comentário referente a notícia: Segunda geração da soja Intacta é apresentada pela primeira vez no campo aos produtores

    1
    • LAURICIO RIBEIRO DE MORAESRIO VERDE - GO

      Eu fico imaginando as indenizações pela volatilização do Dicamba, mesmo trabalhando com formulações mais estáveis não foi completamente resolvido esta característica físico-química. É pagar pra ver !!!

      2
    • CARLOS WILLIAM NASCIMENTOCAMPO MOURÃO - PR

      Quem não quiser usar mais esta porcaria será obrigado, pois a deriva vai causar tantos problemas que para não ter prejuízo, todos vão aderir. Foi assim com a soja RR. Aqui no sul do Brasil as áreas são pequenas, e a deriva acontece mesmo. Nos EUA já teve até morte. Um agricultor matou outro por causa da deriva. Por lá, baixaram uma lei que a pessoa que aplica tem que ter treinamento e só pode aplicar em certas horas do dia. Aqui vai ser uma bagunça, como sempre. Vamos nos precaver para processar a dona da tecnologia.

      4
  • FABIO DA SILVA TAVARES IBITIRAMA - ES 13/12/2018 17:43

    Tenho que pagar 30 mil sacas da minha safra este ano; 100 mil sacas no ano que vem... só com adubo gasto 5 mil ... nesse preco estamos cada vez mais endividado...

    Comentário referente a notícia: Café: Safra recorde do Brasil chega em ano de estoques governamentais zerados e consumo em crescimento

    0