Feijão: Empacotadores de SP favorecem compras diretamente do campo

Publicado em 02/08/2013 16:00
880 exibições

Feijão carioca: A partir desta época os empacotadores de SP privilegiam cada vez mais as compras diretamente do campo. Se fosse possível o ideal seria que se evitasse levar produto para lá. Porém,  isto é impossível. Nesta madrugada algumas amostras rodavam na mão dos operadores do Brás e segundo eles eram aproximadamente  14.000 sacas sem registros de vendas até às 7h30. As referências das cotações são: R$175 nota 9,5 , R$165 nota 8,5, R$155 nota 8 e R$ 140 nota 7.

Feijão preto: Os maiores importadores já receberam 60% de suas importações e venderam. Alguns já estão recuando, pois com o novo patamar de dólar , preços altos da China e ainda o novo decreto que eleva para 4% o ICMS do feijão que entra por Paranaguá são todos fatores altistas que tornam os níveis de R$ 160/165 algo difícil de assimilar. Boa parte deve passar a esperar um melhor momento. 

Feijão caupi: De repente diminuiu muito a presença de nordestinos nas lavouras de Mato Grosso. Boa parte da variedade guariba foi comercializada. Os operadores daquela região procuram agora escoar os feijões da variedade Nova Era e o bico de ouro. Estes já se encontram avaliados entre R$ 35/45 FOB fazenda. Estas duas variedades já estão com baixa intenção de plantio para o próximo ano.

Tags:
Fonte: Correpar

Nenhum comentário