Commodities: La Niña deverá dar suporte aos preços

Publicado em 22/12/2011 08:53 e atualizado em 22/12/2011 10:12 1361 exibições
O mercado de commodities agrícolas voltou a sentir o impacto do La Niña. Este ano, os preços já haviam refletido os resultados do fenômeno climático e, por todos os lados, subiram bastante. Desde o café na América do Sul, passando pelo milho e o trigo nos Estados Unidos e chegando ao carvão na Austrália, as cotações subiram e registraram altos patamares no começo de 2011.

No entanto, o La Niña agora, que vem se desenvolvendo desde setembro, segundo especialistas, deve ser mais fraco. Porém, as más condições climáticas seguirão impactando no mercado de forma positiva. 

Em Chicago, por cinco pregões consecutivos, o mercado de grãos vem operando no campo positivo após sucessivas quedas que foram ocasionadas pela turbulência registrada no mercado financeiro. Nesta quinta-feira (22), apenas o milho tem um leve recuo na CBOT. Os mercados da soja e do trigo seguem avançando, com a oleaginosa subindo quase 8 pontos nos principais vencimentos.

Segundo uma notícia do Valor Econômico, por conta do fenômeno, os problemas na oferta de alguns produtos serão "mais frequentes devido aos padrões de mudanças climáticas e ao número e magnitude cada vez maiores de eventos climáticos extremos que eles provocarão", afirma John Drzik, executivo-chefe da consultoria Oliver Wyman Group. "Projeta-se aumento nas enchentes, secas, furacões e muitos outros tipos de eventos climáticos extremos na próxima década", alerta.

Para mais informações, leia a notícia completa no Valor Econômico clicando no link abaixo:

>> La Niña levanta-se para o segundo 'round'

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário