'Frio anormal' afeta várias regiões da Rússia, mata ao menos 60 na Europa, 50 no Japão e deve continuar

Publicado em 01/02/2012 08:20 e atualizado em 01/02/2012 08:59 899 exibições
Uma onda de um "frio anormal" está afetando várias regiões da Rússia, já matou ao menos 60 pessoas na Europa e 50 no Japão, e deve continuar. Nesta quarta-feira (1), um termômetro localizado em Novosibirsk, na Sibéria - a cerca de 2.800 km ao leste de Moscou, na Rússia - marcava a temperatura de -34ºC.

O Ministério russo de Situações de Emergência afirmou que esse "frio anormal" atingiria a nação em várias regiões, entre 30 de janeiro e 3 de fevereiro, com temperaturas marcando mais de 30 graus negativos.

Ainda segundo o ministério, essa brusca queda de temperatura é reflexo da chegada de uma frente fria do Ártico através do mar de Kara. As possbilidades de interrupção das linhas de transmissão de energia elétrica e incêndios em casas de aldeias aquecidas por fogareiros não foram descartadas, como informou o órgão.

Mortes na Europa - Esse frio intenso vem causando mortes na Europa. Nos últimos dias, já foram registradas ao menos 60 mortos por conta das condições climáticas.

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) informou nesta terça-feira (31) que espera uma redução de temperatura para até -14º C em Frankfurt, na Alemanha, -12º C emBudapeste, na Hungria, -15º C em Estocolmo, na Suécia, e -22º C em São Petersburgo, na Rússia. Na Suíça, a sensação térmica era de -25º a -40º C na região montanhosa do país.

Além disso, a OMM informou também que as temperaturas devem seguir caindo com força por conta de uma pressão atmosférica que vem do norte da Rússia. Essa pressão se direciona para a Europa Central e Ocidental.

Clique aqui para ampliar!

Com informações do G1.
Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário