Frete: valores elevados tendem a pressionar custos dos principais insumos agrícolas

Publicado em 05/02/2013 12:02
396 exibições
De acordo com o diretor técnico da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e presidente da Câmara Temática de Insumos Agropecuários, vinculada o Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Pinazza, a elevação nos preços do óleo diesel anunciada pelo Governo Federal na semana anterior, juntamente com a nova Lei do Caminhoneiro, são fatores que tendem a pressionar os custos dos principais insumos agropecuários em 2013. A afirmação foi dita durante a primeira reunião da câmara realizada nesta segunda-feira (4).

Dados preliminares apontam que o desempenho das indústrias de insumos segue o desenvolvimento da produção agropecuária do Brasil. Ao longo de 2012, o setor de fertilizantes registrou entregas recordes, cerca de 30 milhões de toneladas. Por outro lado, o de defensivos agrícolas apresentou um faturamento em torno de R$ 17 bilhões. 

Ainda segundo o diretor, a questão logística no país permanece sendo o principal obstáculo para o agronegócio brasileiro, haja vista que a produção de grão aumentou expressivamente durante os últimos anos, no entanto, a infraestrutura de escoamento da safra continua a mesma. E para cumprir a nova Lei dos Caminhoneiros, que prevê o repouso dos caminhoneiros a cada 4 horas de viagem e descanso de 11 horas ao fim da jornada de trabalho, será necessária a contratação de mais de 50 mil motoristas pelas empresas transportadoras. 

Além disso, a expectativa é que com a elevação na produção de grãos nesta temporada seja necessária a contratação de mais de 20 mil caminhões, entretanto, no ano passado o licenciamento de veículos novos apontou uma queda de 30% em comparação com o ano anterior. Já o preço do frete que apresentou uma valorização expressiva nos últimos meses devido à demanda aquecida, pode ultrapassar 50% do valor registrado em 2011 em algumas regiões produtoras, conforme indicam alguns estudos.
Tags:
Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário