Técnicas de preservação permitem plantar e colher em meio à seca no SE

Publicado em 18/03/2013 09:05 525 exibições
No sertão de Sergipe, a seca impõe sacrifícios. Água encanada é raridade, para matar a sede das famílias e dos animais, a fonte são os açudes e os barreiros, que por causa das chuvas irregulares e mal distribuídas, tornam incerta a lida do agricultor.

Mas nem tudo é desolação. Na zona rural de Porto da Folha, no sertão do estado, uma pequena propriedade se destaca na paisagem árida: o 'Sítio Verde'.

Leia a íntegra no Globo Rural

Tags:
Fonte:
Globo Rural

0 comentário