IEA divulga as previsões e estimativas das safras agrícolas 2012/13

Publicado em 11/09/2013 18:20
445 exibições

A colheita de grãos nesta safra deve somar 7,98 milhões de toneladas, representando acréscimo de 7,3% em relação ao ano agrícola anterior. Essa variação se deve a maior produção da soja e do milho (incremento de 570 mil toneladas), combinadas com ganhos de produtividade e aumento de 3,8% de área plantada. Ademais, as condições climáticas foram, em geral, favoráveis à produção, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA-Apta) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo. As previsões de safras parciais e finais das lavouras de maior expressão econômica no Estado de São Paulo, referentes ao ano agrícola 2012/13, foram conduzidas pelo IEA, em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI), nos 645 municípios paulistas. 

Tomando-se o conjunto das culturas anuais, constatou-se acréscimo na produção de 9,07%, devido aos aumentos de área plantada (4,14%), e da produtividade da terra (4,73%). Esses índices positivos refletem o comportamento dos cultivos dos grãos, de que se esperam aumentos de 10,76% na produção, de 4,39% na área cultivada e de 6,11% na produtividade, em razão da evolução das culturas do milho e da soja (primeiras safras) e do amendoim das águas, este com menor expressão, afirmam os pesquisadores José Alberto Angelo, Ana Montragio de Camargo, Carlos Bueno, Denise Caser, Felipe Camargo, Mario Olivetti e Vera Lucia Francisco, responsáveis pelo levantamento.

Os números finais da primeira safra de milho indicam que a área plantada total decresceu 1,8%, dada a competição exercida pela cultura da soja, mais rentável que a do milho. Ainda assim a produção cresceu 3,1%, graças ao aumento de 5,0% na produtividade. A área plantada de soja cresceu em 12,7%, (destacando-se as lavouras irrigadas com 44,6%), refletindo o otimismo dos produtores quanto aos preços recebidos na presente temporada. A produção obtida, por sua vez, aumentou 27,7%, graças ao incremento da produtividade (13,3%). Neste terceiro levantamento, a safra de trigo manteve a tendência da expressiva alta de 61,0% na área e de 62,5% na produção, mantendo-se estável o rendimento (0,9%), os resultados não expressam ainda os prejuízos da cultura do trigo em decorrência da ocorrência de geadas. 

A produção de cana-de-açúcar alcançará 434,5 milhões de toneladas, 2,3% superior à da safra passada, ocupando área para corte de 5,4 milhões de hectares e, somada à área nova, totaliza 6,0 milhões de hectares, valor equivalente à área total registrada em 2011/12. Quanto ao rendimento, este será 1,6% superior, com a produção média esperada por hectare de 80,6 toneladas, destacam os pesquisadores. 

Estima-se produção comercial de 296,8 milhões de caixas de 40,8 kg de laranja, não incluídas nessa quantidade cerca de 14,6 milhões de caixas que foram perdidas em razão do atraso em sua colheita. Deste montante, o volume da fruta destinado à moagem industrial poderá atingir 252,7 milhões de caixas e a produção esperada de laranja para comercialização in natura poderá ser de 44,1 milhões de caixas. 

O próximo levantamento será efetuado em setembro e trará as primeiras informações de intenção de plantio das culturas da safra de verão para 2013/14 e os resultados finais de 2012/13 dos produtos agrícolas de inverno e das culturas perenes: banana, café e laranja. 

Tags:
Fonte: IEA

Nenhum comentário