Aurora construirá moderna fábrica de rações em Erechim

Publicado em 29/10/2020 11:12 210 exibições

 A Cooperativa Central Aurora Alimentos anunciou hoje a construção de uma moderna fábrica de rações para aves e suínos no município sul-rio-grandense de Erechim mediante investimentos diretos da ordem de R$ 60 milhões. A informação foi transmitida pelo diretor de agropecuária Marcos Antônio Zordan.

A unidade de nutrição animal será edificada às margens da rodovia estadual ERS-331, que liga Erechim ao município de Gaurama, em uma área de 17 hectares, na aquisição da qual a empresa desembolsou R$ 3 milhões.

A obra inicia em janeiro do próximo ano com terraplanagem do terreno e estará concluída em meados de 2022.

A nova fábrica terá uma capacidade instalada para produzir 60 toneladas/hora ou 35.000 toneladas por mês de rações peletizadas para aves e suínos.

Em anexo à fábrica de rações será construído um complexo de 4 silos de aço para armazenagem de grãos, com capacidade estática de 10.000 toneladas cada um, o que totalizará 40.000 toneladas de estocagem – ou 660.000 sacas.

A unidade será totalmente automatizada e empregará modernos equipamentos nacionais e importados, estes para pellets.

Serão criados 80 empregos diretos e 240 indiretos, mas a geração de postos de trabalho pode chegar, mais adiante, a até 400.

Essa unidade fabril fornecerá rações para os produtores rurais do sistema integrado de produção da Cooperativa Central localizados no Rio Grande do Sul que atendem três indústrias de abate e processamento em Erechim (uma de aves e outra de suínos) e Sarandi (uma de suínos). Essas plantas industriais em território gaúcho abatem cerca de 1 milhão de suínos e 26 milhões de aves por ano.

A Aurora mantém atualmente seis fábricas de ração para aves e suínos com capacidade para 175.000 toneladas/mês.

A Aurora Alimentos detém, no conjunto, 7 unidades de suínos que processam 5,2 milhões de cabeças por ano e 8 unidades de aves, que abatem 242,6 milhões de cabeças/ano. Essas plantas estão localizadas em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Quando entrar em operações a nova fábrica de rações, a Aurora desativará a unidade do bairro das Três Vendas, arrendada da Cotrel, eliminando assim o fluxo de caminhões na zona urbana de Erechim.

Tags:
Fonte:
MB Comunicação

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Merie Coradi Cuiaba - MT

    Esses, dias li que a C-Vale, uma cooperativa sediada no Oeste do Paraná, colocará uma planta industrial para moer soja destinada à ração. Também a Cooperativa Aurora está colocando uma fábrica no interior do RS. Me pergunto: será que essas cooperativas não estão colocando essas fábricas no lugar errado, onde não tem grãos suficientes para serem processados? Não ficaria mais barato a ração se moessem os grãos onde eles são produzidos? Se um dos objetivos for baratear a ração para os integrados, acho que estão na contra-mão.

    85
    • CESAR AUGUSTO SCHMITT Maringá - PR

      Quem te disse que o Oeste do Pr e norte do RS não tem soja? Além de soja, materia prima, tem também logistica e infra-estrutura, aliada a mão-de-obra qualificada. E também NÃO tem governo estadual para atrapalhar com cargas de impostos estaduais excessivos. Creio que o companheiro está nadando no mar da desinformação.

      1