Extensão Rural: Governo de São Paulo deve rever decisão de fechar casas da agricultura, diz Apaer

Publicado em 05/11/2020 15:12 218 exibições

LOGO estadao

O governo de São Paulo deve rever a decisão de fechar todas as Casas da Agricultura do interior do Estado. Avaliação nesse sentido foi definida na terça-feira (3), durante reunião do secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, com associações que representam extensionistas rurais.

O presidente da Associação Paulista de Extensão Rural (Apaer), Antônio Marchiori, disse em comunicado que o "secretário relatou que o vice-governador (Rodrigo Garcia - Democratas) e alguns deputados se comprometeram a trabalhar para ampliar o orçamento da secretaria para o exercício de 2021, e isso permitiu a reanálise do fechamento físico das Casas da Agricultura".

Na reunião, ficou decidido que o projeto apresentado pelas entidades presentes será analisado de forma pública. "A secretaria pretende colocar os técnicos para se reunirem com as associações e debaterem a proposta”, detalhou Marchiori.

Segundo a Apaer, Junqueira deu prazo até a sexta-feira da semana que vem (13 de novembro) para que as entidades apresentem uma proposta para reorganizar o serviço de extensão rural e de defesa agropecuária no Estado. A associação, que já havia entregue ao secretário um documento com diretrizes para o setor, informa que tem pronto um projeto desenvolvido por especialistas da entidade, de quatro universidades (Unesp, Esalq/USP, Unicamp e UFSCar) e da Embrapa.

A proposta desenhada pela Apaer reúne dados que comprovam a eficiência das Casas da Agricultura para promover desenvolvimento social e econômico no Estado, com alerta de potencial prejuízo aos municípios com atividade agrícola forte, se as Casas forem fechadas. O projeto valoriza e estimula a identidade agropecuária de cada região, chama a atenção para áreas socialmente mais vulneráveis, além de propor ações para modernizar a gestão. A modernização da governança é contemplada: a proposta sustenta a necessidade de eleição por lista tríplice para quem ocupará cargos de direção e coordenação na SAA.

O documento também recomenda fortalecer as Casas da Agricultura, tornando-as um "hub do Agronegócio paulista" e destaca a necessidade de novas contratações para a secretaria e de parcerias para atrair novas tecnologias que impulsionem a extensão rural.

O plano de reestruturação da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, proposto pelo governo, previa o fechamento das 574 Casas da Agricultura em todo o Estado, ligadas à Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS, mais conhecida como Cati), e também mais da metade (48) dos Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDR) e Escritórios de Defesa Agropecuária, das 80 unidades em funcionamento.
Segundo a Apaer, a justificativa para a reestruturação é um plano de ajuste fiscal proposto pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O governo do Estado pretende compensar um déficit no orçamento de R$ 10 bilhões estimado para o ano que vem.

Tags:
Fonte:
Estadão Conteúdo

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário