CNA debate importância da distribuição veterinária para sanidade animal

Publicado em 22/06/2021 15:27 28 exibições

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) participou, na terça (22), do evento Distribuição Veterinária, promovido pela Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (Andav).

O diretor técnico adjunto da Confederação, Reginaldo Lopes Minaré, foi o moderador do painel “A importância dos distribuidores de insumos agropecuários para o aumento da produtividade e sanidade animal”.

Ele destacou a importância do tema para a pecuária no Brasil, levando em consideração as dimensões territoriais e a preocupação com a sanidade do rebanho.

“Estamos falando de um desafio gigantesco de distribuir insumos em um país como o Brasil, que possui estados maiores que países como Alemanha e França. É um desafio que exige uma rede de distribuição e de frios muito bem afinados para que produtos, como as vacinas, cheguem às propriedades rurais em condições adequadas.”

O painel contou com a participação do zooctenista e gerente comercial da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), João Gilberto Bento, do CEO da Agro Sandri, Thiago Ramos, e do supervisor de pecuária da MultiAve, Danyllo Pereira.

Para os profissionais, a distribuição veterinária está presente no dia a dia do produtor rural e tem contribuído para que o país alcance o status de livre de doenças como a Febre Aftosa.

“A rede de distribuição é um item estratégico na genética e na nutrição animal. É um elo da cadeia que puxa o setor, porque o insumo tem que estar disponível. Sem esse setor não andamos e, para continuarmos sendo competitivos, a qualidade sanitária do rebanho é fundamental”, afirmou João Gilberto Bento, da ABCZ.

Danyllo Pereira, da MultiAve, acredita que o setor de distribuição veterinária leva tecnologia ao campo e está comprometido com o resultado do produtor rural.

“Esse setor junta as pontas entre indústria e distribuição para levar tecnologia ao produtor. Venceu os desafios logísticos, em um ambiente de pandemia, com muito mais restrições para prover a tecnologia que o campo precisa. É um setor que une produto e serviço, e com uma equipe treinada, com linguagem técnica e focada no resultado, conquista o cliente.”

Na avaliação de Thiago Sandri, CEO da Agro Sandri, é fundamental continuar levando esse conhecimento e apoiando a cadeia da pecuária. Ele ressaltou que a rede bem capacitada e organizada consegue chegar a todo o País.

“A distribuição é uma engrenagem necessária que precisa estar tecnificada para levar o melhor protocolo ao produtor, porque ele vai à revenda procurando uma solução para seu problema. O distribuidor bem habilitado e capacitado vai levar informação que gere resultados aos produtores.”

Reginaldo Minaré reforçou que a sanidade é um trabalho constante, por isso a importância da proximidade do produtor com o distribuidor na ponta.

“Não é porque a cadeia evoluiu e ganhou mercados que pode afrouxar os cuidados. Na realidade é o contrário, quanto mais se cresce, mas exigente fica o padrão de sanidade. Por isso, a CNA se coloca à disposição para trabalharmos juntos com a Andav dentro de um cenário colaborativo que faça o sistema funcionar bem”.

O encontro faz parte de uma série de eventos digitais, o Conexão Andav, promovido pela Associação para conectar os diferentes eixos da cadeia produtiva do agronegócio. Contou com dois blocos de debate e a presença de profissionais dos setores público e privado.

Tags:
Fonte:
CNA

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário