Fechamento do frigorífico Pantanal gera polêmica

Publicado em 14/07/2010 07:51 e atualizado em 03/03/2020 11:08 2064 exibições
O fechamento de quatro unidades do Frigorífico Pantanal, em Mato Grosso, está gerando polêmica. A Associação dos Criadores discorda do argumento usado pela direção da empresa para justificar a crise.

Os últimos dias têm sido de angústia e de preocupação para os trabalhadores. Eles estão cumprindo aviso prévio e a partir do dia 31 ficam desempregados. “É o fim do mundo. A gente depende daqui. A gente não sabe a dificuldade que está tendo fora”, disse Ernandes Barbosa da Silva, funcionário do frigorífico.

No frigorífico em Várzea Grande serão 300 demissões. Para o lugar ia o gado vendido por pecuaristas da Baixada Cuiabana e também da fronteira do Brasil com a Bolívia, mais de 20 cidades.

Em Rondonópolis, no sul do Estado, a outra unidade do Pantanal já fechou as portas. Duzentos e quarenta e dois trabalhadores perderam o emprego. Todas as máquinas foram desligadas.

A direção do Frigorífico Pantanal informou que nos últimos anos fez investimentos em máquinas e equipamentos e esperava aumentar o faturamento com a exportação de carne. Mas em razão do cambio defasado e da alta do preço da arroba do boi essa expectativa foi frustrada.

“Tem dificultado bastante a aquisição de animais. Aí se torna uma guerra bastante acirrada e os preços vão se tornando inviáveis e inviabilizando a operação do frigorífico”, explicou Luiz Antonio Freitas, diretor do Frigorífico Pantanal.

A direção da empresa anunciou também que vai fechar as unidades de Juara e Matupá no dia 30. No total, mil e quinhentas cabeças de gado deixarão de ser abatidas.

Nos últimos anos, catorze frigoríficos em Mato Grosso fecharam as portas, o que significa uma redução na capacidade de abate de 30%. A Associação dos Criadores questionou a informação de que a crise que a indústria enfrenta se deve a alta do preço da arroba do boi.

“A arroba do boi em janeiro valia R$ 72. Hoje, vale R$ 75. É uma recuperação de 3% a 4%. Isso não significa que a culpa de tudo que está acontecendo seja da arroba do boi”, disse Luciano Vaccari, superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso.

Mais de mil funcionários devem perder o emprego, em todo o Estado, por conta do fechamento das quatro unidades do Frigorífico Pantanal.

Tags:
Fonte:
Globo Rural

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário