Urgência do Código Florestal não foi votada nesta terça-feira. Expectativa é de que aconteça hoje

Publicado em 08/12/2010 08:30 e atualizado em 08/12/2010 16:01 614 exibições
A votação do pedido de urgência feito pela bancada ruralista para colocar em votação no plenário o relatório "Aldo Rebelo" que modifica o atual Código Florestal não aconteceu. A previsão era de que aconteceria na noite desta terça-feira, entretanto, a sessão foi suspensa.

Segundo a assessoria do deputado Moacir Micheletto, a expectativa é de que a votação aconteça ainda hoje, depois das 18h.

A tarefa das lideranças ruralistas agora é colocar em plenário a quantidade necessária para a votação nesta quarta-feira. Representantes da Agricultura conseguiram 379 assinaturas, ultrapassando assim o limite de 297. Mas a urgência precisa da presença fisica em plenário de 257 deputados.

Intensas negociações resultaram no acerto com as lideranças do Governo -  incluindo o líder do PT, Cândido Vaccarezza -, para  que o relatório Aldo tivesse sua apreciação de urgência votado nesta sessão plenária de terça-feira.

Segundo o deputado Moacir Micheletto, presidente da comissão que modifica o atual Código Florestal, a bancada ruralistas negociou com as lideranças do Governo para apreciar projetos de interesse governista em troca da urgencia do relatório Aldo.

De acordo com Micheletto, aprovada a urgência, o relatório pode começar a ir a voto já na sessão da próxima terça-feira, e concluir a votação já na quarta-feira que vem.

"O relatório tem enfrentado algumas resistências. Mas a Casa é soberana para votar ou mesmo modificar o relatório Aldo. E essa modificação pode também ser feita ainda no Senado. O que não aceitamos é deixar os agricultores debaixo dessa lei retrógrada (o atual Código Florestal), que coloca  90% dos produtores  brasileiros na ilegalidade já a partir de junho do ano que vem, quando entraria em vigor as disposições contidas nesse atual Código", concluiu o deputado.
Tags:
Por:
Carla Mendes e João Batista Olivi
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

2 comentários

  • LEVINO DIAS PARMEJIANI Cacoal - RO

    NÃO ME PREOCUPA O GRITO DOS PODEROSOS, MAS SIM, O SILÊNCIO DOS INJUSTIÇADOS. --------PRESTE ATENÇAO PRODUTORES RURAIS. O NOSSO SILÊNCIO DE HOJE PODERÁ SER NOSSO CHORO SEM ECO DO AMANHÃ.

    0
  • LEVINO DIAS PARMEJIANI Cacoal - RO

    MANDEI HOJE ESSE E-MAIL PARA A MINISTRA:

    Em 07/08/2008 mandei ao MMA uma proposta de alteração do Código Florestal Brasileiro. A resposta bem elaborada me foi enviada pelo Sr. Fernando Caminati, Ass. Téc. da Sec. Exec. do CONAMA que, dentre outros itens, me sugeriu enviar o projeto aos Deputados e Senadores, pois não era COMPETÊNCIA do MMA legislar. Queria então que a Senhora me respondesse porque está fazendo tantas gestões para impedir a aprovação do novo Código Florestal relatado pelo Dep. Aldo Rebelo (PT/SP - não é Ruralista) e aprovado Comissão da Câmara dos Deputados.

    Atenciosamente:

    Levino Dias Parmejiani

    0