Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão 27/11/2020

Publicado em 27/11/2020 13:37 161 exibições

Algodão em NY - Semana curta devido ao feriado de Ação de Graças nos EUA.  Mesmo assim, o mercado operou em alta.  O contrato mar/21 em NY fechou na véspera de feriado (Quarta) em 72,36 U$c/lp, com alta de 0,96% na semana.

 Altistas 1 - As fiações chinesas continuam operando em alta capacidade segundo dados locais.  Como consequência, importações estão em alta. A alfândega chinesa anunciou que em out/2020 a importação de algodão foi de 210 mil toneladas. A China já superou os números para ao mesmo período (Jan-Out) de 2019.

Altistas 2 - Com a safra americana no fim, o clima na América do Sul entrou no radar do mercado e a baixa umidade tem afetado o mercado de grãos, que acabam dando suporte também ao algodão.

Altistas 3 – A redução das incertezas acerca da sucessão presidencial americana, com o Presidente Trump permitindo o início da transição, provocou alta no mercado financeiro, que contagiou também os mercados de commodities.

Baixistas -  Com o USDA apontando que a safra de 2020 está se aproximando de 80% da colheita (fechou em 77% semana passada), há maior pressão de venda por parte produtores americanos com o mercado acima de 70 U$c/lp.

 Vacina – Notícias positivas sobre mais uma vacina contra COVID-19 causaram muito otimismo no início da semana. Entretanto, os desenvolvedores da vacina, Oxford University e AstraZeneca, admitiram depois que ocorreram erros nos testes.  A doença continua preocupando os mercados.

China - Segundo a CNCE, até 23/nov, 65% do algodão de Xinjiang, que representa 90% da produção do país, já tinha sido colhido.

Índia - O principal produtor mundial tem aproveitado o bom momento da China e exportado volumes significativos de fio de algodão para lá. Enquanto isso, a safra local vai chegando ao fim com expectativa de redução de 15% em relação à previsão inicial devido a problemas climáticos.

Cotton Brazil  – Com o objetivo de promover o algodão brasileiro no seu mais importante mercado internacional, a Abrapa, com apoio da Apex Brasil e da Anea, está acertando os últimos detalhes de uma importante parceria estratégica com a China National Cotton Exchange (CNCE) e sua afiliada Beijing Cotton Outlook (BCO), que envolverá eventos, ações promocionais e intercâmbio técnico entre os dois países.

Beneficiamento - A Abrapa informou o progresso do beneficiamento da safra 2019/20 de algodão no Brasil até ontem: Mato Grosso: 88%; Bahia: 95%; Goiás: 93%; Minas Gerais: 95%; Mato Grosso do Sul: 100%; Maranhão: 62%; Piauí: 99%; São Paulo: 100%; Tocantins: 95% e Paraná: 100%. Média Brasil: 89% beneficiado

Exportações - O Brasil exportou 249,3 mil toneladas de algodão nas duas primeiras semanas de nov/20.  Este será o maior mês de novembro da história.  A marca anterior é 256 mil toneladas em nov/19.

Tags:
Fonte:
Abrapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário