Boletim de Inteligência de Mercado Abrapa com as principais notícias do mundo do algodão 18/02/2022

Publicado em 18/02/2022 13:48 104 exibições

- Destaque da Semana – Riscos geopolíticos continuam pautando os mercados de todas as commodities. Nos EUA, divulgada a primeira estimativa de área para 2022/23 e China sinaliza cada vez mais preferência por alimento x fibras.

- Algodão em NY – O contrato Mar/22 fechou ontem a 121,93 U$c/lp (-3%). Referência para a safra 2021/22, o contrato Dez/22, continua acima de 1 dólar ( 102,31 U$c/lp ), mas fechou em queda (-2,8%).

- Preços - Ontem (17/02), o algodão brasileiro estava cotado a 138,5 U$c/lp (- 475 pts) para embarque em Mar-Abr/22 (Middling 1-1/8" (31-3-36) posto Ásia, fonte Cotlook). Para o embarque Out-Nov/22 o indicador é 118,25 U$c/lp (- 250 pts).

- Altistas 1 - Importante revista científica britânica divulgou que seu modelo meteorológico prevê para este ano a maior seca dos últimos 20 anos na região oeste dos EUA, que inclui o Texas, maior produtor do país.

- Altistas 2 - Com a escalada na tensão na Ucrânia, uma das consequências tende a ser o aumento no preço do petróleo. Assim, a curto prazo, a cotação da pluma pode se valorizar.

- Baixistas 1 - Entretanto, embora no curto prazo os efeitos sejam positivos para as cotações, a tendência é de redução no consumo de têxteis no mundo como consequência do acirramento do conflito.

- Baixistas 2 - O National Cotton Council (NCC) dos EUA divulgou esta semana suas projeções de área de algodão dos EUA para 2022/23, indicando área plantada em 12,03 milhões de acres (+7,3% em relação a 2021/22).

- EUA - Entretanto, a área projetada pelo NCC está bem abaixo dos 14,1 milhões de acres de 2018/19. Além disso, a pesquisa com produtores foi realizada de dezembro a meados de janeiro. Nesse período, os riscos de seca eram também mais baixos.

- China 1 - O governo chinês anunciou que irá apoiar o fornecimento de fertilizantes e outros insumos aos agricultores de grãos. O objetivo é superar 650 milhões tons de grãos e oleaginosas, garantindo assim um aumento de 15% na produção de carnes no país até 2025.

- China 2 - Com a clara prioridade para agricultura de grãos e oleaginosas em detrimento a fibras, a China sinaliza que a área plantada de algodão no país poderá sofrer redução.

- Índia - Bayer e governo da Índia negociam a retomada do investimento no desenvolvimento de cultivares e eventos biotecnológicos de algodão no país. O objetivo é melhorar a produtividade média atual (inferior a 500kg/ha/ano) daquele que já é o maior produtor global da pluma. 

- Agenda 1 -  A Abrapa integra a comitiva da Ministra Tereza Cristina ao Irã nos dias 18 e 19 de Fevereiro. O país é grande consumidor de algodão mas sofre com as sanções que dificultam seu comércio externo.

- Agenda 2 - Abrapa, Anea e Apex Brasil iniciam na segunda (21) mais uma Missão Vendedores. Uma comitiva com produtores e exportadores brasileiros realizará eventos em Dubai e na Turquia. Na Turquia a agenda também inclui visitas a indústrias têxteis locais. 

- Agenda 3 - O evento em Dubai ocorre nos dias 23 e 24 de fevereiro e contará com industriais e agentes do Paquistão, quarto maior importador mundial (1,2 milhão de tons).

- Agenda 4 - Na próxima segunda-feira será feriado nos EUA (President’s day), portanto o mercado estará fechado.

- Exportações - De acordo com dados do Ministério da Economia, o Brasil exportou 85,7 mil tons de algodão nas duas primeiras semanas de fev/22. A média diária de embarque é 27,2% inferior quando comparada com fev/21.

-  Semeadura 2021/22 - Até ontem (17/02), 99,1% da área já havia sido semeada no Brasil. Restam ainda as últimas áreas a serem plantadas em MT, MG, GO e SP.  

Tags:
Fonte:
Abrapa

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário