Comerciantes da Índia devem atender demanda local de algodão e fios antes de exportações

Publicado em 18/05/2022 16:20

Logotipo Reuters

Por Rajendra Jadhav

MUMBAI (Reuters) - Os comerciantes e as fiações indianas devem primeiro atender à demanda da indústria têxtil local e só então exportar o excedente de algodão e fios em bruto, disse o ministro Têxtil, Piyush Goyal, a autoridades do setor em uma reunião.

Os comentários do ministro vieram depois que as fábricas têxteis do Estado de Tamil Nadu, no sul do país, um dos principais exportadores de roupas, entraram em greve de dois dias no início desta semana exigindo a proibição das exportações.

Os preços futuros do algodão nos EUA saltaram para uma máxima de 11 anos no início deste mês, e os preços do algodão indiano e dos fios logo acompanharam.

"A comunidade de fiação e comércio (deveria) garantir o fornecimento sem problemas de algodão e fio primeiro para a indústria doméstica e apenas o algodão e fio excedentes devem ser desviados para as exportações", disse Goyal.

As exportações não devem ser feitas às custas da indústria têxtil nacional, a maior geradora de empregos do país, disse.

Tags:
Fonte:
Reuters

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário