Aftosa: Mais severo, processo de vacinação contra a doença tem início no Paraguai

Publicado em 02/02/2012 08:04 641 exibições
Nesta quarta-feira (1), foi iniciado o primeiro período de vacinação contra a febre aftosa no Paraguai. O processo deve contar com  controles sanitários mais severos depois que dois casos da doença foram registrados em menos de quatro meses na Zona de San Pedro.

Entre as mudanças no sistema nacional de vacinação, está o estabelecimento de requisitos para a habilitação de casas vendedoras e centros de distribuição da vacina e ainda a imobilização do gado a partir desta quarta até o registro de sua vacinação.

Primo Ricardo Feltes, diretor do Senacsa (Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal do Paraguai) afirma que a imobilização dos animais é uma medida bastante importante do ponto de vista técnico-sanitário, pois garante que todos os animais estejam sem a febre aftosa ao serem transportados.

No final de 2011, o Paraguai perdeu seu status de país livre da aftosa por conta da detecção da doença em uma propriedade de criação de gado. O presidente do Senacsa, Félix Otazú, disse que os setores oficial e privado operam em conjunto para fortalecer o sistema de vacinação e recuperar o status sanitário.

Com informações da Prensa Latina.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • miguel nunes neto Guajará-Mirim - RO

    Precisamos ficar atentos em nossas fronteiras com o Paraguai, Bolivia, etc, porque esses países não são confiáveis em suas informações e ações preventivas. Todo cuidado é pouco. Engenheiro Agrônomo Miguel Nunes Neto - Produtor Rural e Presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Guajará Mirim - Rondônia.

    0