Exportações brasileiras de carne bovina in natura caíram 23,9% em março

Publicado em 09/04/2014 10:53 745 exibições

De maneira geral, neste primeiro trimestre, a dificuldade do frigorífico em adquirir animais terminados resultou em falhas nos abates, levando muitas indústrias a trabalharem com ociosidade elevada.

O cenário fez com que os frigoríficos pagassem mais pela arroba. Apesar das recentes quedas, no acumulado desse ano houve alta de R$9,00/@ ou 7,8% na referência para o boi gordo em São Paulo.

O dólar elevado, que vinha favorecendo as exportações, teve desvalorização frente ao real nas últimas semanas e fechou março com queda de 2,7%.

Ao mesmo tempo, a tonelada de carne exportada subiu, passando de R$4.412,26 em fevereiro para R$4.437,11 em março, em média.

Somados, é possível que estes fatores tenham levado à redução dos embarques de carne bovina in natura no mês passado, que totalizaram 86,57 mil toneladas, 23,9% menos frente as 113,74 mil toneladas vendidas em fevereiro.

Apesar da queda mensal, o volume é 1,5% maior do que o exportado em igual mês do ano passado.

De qualquer maneira, o cenário é positivo: no primeiro trimestre deste ano, o volume de carne bovina in natura vendido no mercado externo superou em 21,9% as vendas do primeiro trimestre de 2013.

Com a demanda externa firme e a expectativa de câmbio favorável, as exportações este ano devem ir além do volume vendido em 2013.

Tags:
Fonte:
Scot Consultoria

0 comentário