Argentina: Consumo de carne ovina no Noroeste supera os 25kg

Publicado em 23/06/2014 13:34 342 exibições

Em escala nacional, a carne ovina não alcança 2 kg por habitante por ano. No entanto, no noroeste argentino, este consumo supera os 25 kg. Isto se deve à disponibilidade e ao baixo preço dos animais. Segundo estimativas do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária da Argentina (INTA), esta tendência possui perspectivas de crescimento.

De acordo com Domingo Aguilar, técnico do grupo de produção animal do INTA, existem possibilidades de aumentar o consumo de carne ovina regional, uma vez que se trata de um produto de alta qualidade nutricional, com benefícios para a saúde.

A carne ovina é um alimento rico em proteínas e minerais - ferro, fósforo e zinco - e vitaminas A e B1. Além disso, como toda carne de ruminante, é uma boa fonte natural de ácidos graxos que não é afetada pelo processo de cozimento.

(Com informações do InfoCampo)

Tags:
Por:
Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário