Boi recupera a estabilidade em SP e a mantém em outras praças, porém a pressão persiste

Publicado em 20/05/2019 17:30
403 exibições
Segunda de poucos negócios e procura pelo boi padrão china contagiando seguram a queda da @

LOGO nalogo

Desde o meio de abril a @ vem perdendo peso no mercado paulista de boi, com variações em outras praças, indicativo de que a safra não veio mais cadenciada como se mostrava diante do atraso que a seca do começo do ano chegou a apontar. Mas houve um recuo menor do que teria acontecido em outros tempos sem a demanda chinesa mais presente em 2019 e esta segunda (20) foi uma amostra disso, apesar de um dia de poucos negócios.

Ainda a linha de baixa está presente, diante das pastagens mais secas cada dia mais e programações de abate tranquilas, e a terça-feira (21) poderá confirmar, sob negócios mais fluídos. Mas hoje as principais referências trouxeram estabilidade ante a sexta.

A Agrifatto levantou R$ 157,27 à vista, porém com menos 0,26% no acumulado semanal. Ainda para São Paulo, no prazo R$ 155.

Para a Radar Investimentos, a média paulista foi de R$ 152, também no boi comum, como foi negociado em Presidente Prudente e negócios pontuais acima, perto dos R$ 154, no caso do reportado em São José do Rio Preto.

De Bebedouro, a análise diária da Scot manteve os R$ 154 e R$ 156, respectivamente à vista e a prazo. Há praticamente uma semana a consultoria registrava os mesmos valores para São Paulo, o que, na sua visão, é sinal de manutenção do viés de baixa sob controle.

Boi China

Com a demanda aquecida pelo boi de 30 meses e quatro dentes, exigido pelos chineses sob premiação, apesar de ter perdido de R$ 1 a R$ 2 na última semana, o mercado do boi comum sofre o contágio, de acordo com a visão de Gustavo Rezende Machado, da Agrifatto, tanto quanto Gustavo Figueiredo, da AgroAgility.

Na semana passada ele dizia, aqui no Notícias Agrícolas, que isso segurava queda maior da @.

E os negócios que a Agrifatto registrou em Sandovalina, Estrela do Norte e Santo Antonio do Aracanguá, todos em São Paulo, nesta segunda, confirmam os R$ 157/R$ 158.  

Também em Sandovalina @ a R$ 160 foi informada no boi Europa.

Regiões

Em Dourados, o preço caiu a R$ 141, se igualando a Três Lagoas. Apesar da relativa estabilidade no Mato Grosso do Sul, o diferencial de base está em -8,33% para SP.

Nos demais estados, a Scot levantou só estabilidade.

B3 e entressafra

O mercado futuro para junho foi a R$ 153 nesta segunda, com leve sintoma de que se espera a diminuição da oferta e alguma dificuldade para os frigoríficos escalarem, o que não existe hoje.

E o contrato de outubro, seguindo o pico de entressafra, mais a expectativa de demanda chinesa aumentando, ajustou o contato em R$ 0,5 centavos, mas já veio de R$ 4 de expansão desde o começo da semana anterior.

"Há uma chance de romper os R$ 165, mas a dúvida é se o mercado vai pagar isso, com o consumo lento", explica Machado, o analista da Agrifatto.

 

Tags:
Por: Giovanni Lorenzon
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário