Brasil promove qualidade da carne bovina brasileira em Anuga

Publicado em 26/10/2021 16:33 130 exibições
Mais de 70 mil visitantes de 169 países puderam conhecer as ações de inovação e sustentabilidade da pecuária brasileira por meio do projeto Brazilian Beef

A Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) promoveram o projeto Brazilian Beef na edição 2021 da feira de Anuga, um dos principais eventos do setor de alimentos no mundo. A feira foi realizada na cidade de Colônia, Alemanha, reuniu mais de 70 mil visitantes de 169 países com a participação de 4,6 mil empresas de 98 países.

Durante os cinco dias de feira, as associadas à Abiec movimentaram US$ 4,5 milhões em volume de negócios, com a perspectiva de fechamento de novos contratos variando entre US$ 35 milhões e US$ 60 milhões nos próximos 12 meses. “Esses números mostram que a carne bovina brasileira tem grande demanda em todo o mundo, graças ao alto grau de tecnologia que a pecuária brasileira alcançou, produzindo uma carne de alta qualidade e de forma sustentável”, diz o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli.

A sustentabilidade foi, inclusive um dos temas de destaque do estande do projeto Brazilian Beef, que apresentou aos visitantes A rota da sustentabilidade, uma área adicional com 231 metros quadrados, onde os visitantes puderam conhecer de perto as ações, protocolos e compromissos da pecuária brasileira que segue os mais rígidos padrões de segurança alimentar associado à produção sustentável. Em 30 anos, por exemplo, a produtividade cresceu 159%, com alta de 122% da produção de carne sem que fosse necessária a abertura de novas áreas de pasto, que aliás, caíram no período 13,6% para 165,2 milhões de hectares em 2020. Os avanços da tecnologia na pecuária protegeram um total de 280,2 milhões de hectares, que deixaram de ser desmatados. Temas como a pegada hídrica da pecuária, o respeito às Áreas de Preservação Permanente e Reservas Legais e a meta firmada pelo Brasil, de redução de 43% da emissão total de CO2 até 2030 também foram apresentados.

A Europa é um dos mercados mais importantes para a carne bovina brasileira. Somente em 2020, os embarques de carnes para o bloco responderam por 6,24% das exportações totais em volume. No ano passado, o Brasil exportou 170,2 mil toneladas de carne para o continente, com receita de US$ 420,5 milhões. De janeiro a setembro deste ano os embarques para a Europa somaram 69.745 toneladas, com receita de US$ 443,4 milhões.

Fonte:
ABIEC

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário