Volume exportado de carne bovina atinge 107,4 mil toneladas na terceira semana de janeiro/22

Publicado em 24/01/2022 16:30 288 exibições
Volume já superior ao total embarcado no mesmo período do ano anterior, que exportou 107,3 mil toneladas.

Logotipo Notícias Agrícolas

Nesta segunda-feira (24), a Secretária Comércio Exterior (Secex) divulgou os dados dos embarques de carne bovina fresca, refrigerada e congelada atingiu 107,4 mil toneladas até a terceira semana de janeiro/22. O volume exportado é superior ao total embarcado no mesmo período do ano passado, que ficou em 107,3 mil toneladas em 20 dias úteis.  

A média diária exportada ficou em 7,1 mil toneladas na terceira semana de janeiro, na qual teve um avanço de 34,19% frente à média exportada no mês de janeiro do ano passado, que ficou em 5,3 mil toneladas.

O mercado está acompanhando como será o comportamento dos chineses durante o feriado de ano novo lunar, que vai ocorrer entre os dias 31 de janeiro a 6 de fevereiro de 2022. “Por enquanto, não vemos esse encolhimento das compras chinesas e vamos ver como o mercado vai se comportar após o feriado do ano novo lunar”, reportou o analista de mercado da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias.

O valor negociado para o produto na terceira semana de janeiro/22 ficou em US$ 554,707 milhões, tendo em vista que o preço comercializado durante o mês de janeiro do ano anterior foi de US$ 484,132 milhões. A média diária ficou em US$ 36.980 milhões e registrou uma valorização de 52,77%, frente ao observado no mês de janeiro do ano passado, que ficou em US$ 24,206 milhões.

O analista de mercado da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, destacou que o faturamento dos embarques está chamando a atenção do mercado. “A receita de exportação é um grande destaque e isso deve aumentar a disparidade entre os frigoríficos que exportam e aqueles que atuam apenas no mercado interno”, relatou ao Notícias Agrícolas. 

Os preços médios na terceira semana de janeiro deste ano ficaram próximos de US$ 5.161,9  mil por tonelada, na qual teve uma alta de 14,43% frente aos dados divulgados em janeiro de 2021, em que os preços médios registraram o valor médio de US$ 4.510,8 mil por tonelada.

Por:
Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário