Café: Em NY, mercado opera com mais de 700 pontos de baixa

Publicado em 13/01/2012 14:05 e atualizado em 13/01/2012 17:02 753 exibições
Nesta sexta-feira, o café registrou um dia bastante negativo no mercado internacional, com os futuros da commodity negociados na Bolsa de Nova York perdendo mais de 900 pontos. Segundo analistas, os preços recuaram diante da venda de café por parte de importantes países produtores e também do mercado financeiro negativo.

A pressão vendedora de origens vem principalmente do Vietnã. No entanto, analistas dizem ainda que as baixas são limitadas pois conta com a influência positiva da ponta compradora que, diante dos "baixos preços" se anima e volta a adquirir o produto.

Como explicou o analista de mercado do Rabobank, Keith Flury, "os produtores gostam de
vender no nível dos US$ 2,30 centavos de dólar por libra-peso, enquanto os compradores gostam de adquirir produto no nível dos US$ 2,20/lb, e o mercado parece estar oscilando dentro destes dois patamares".

Do lado do financeiro, os negócios hoje caminham por um viés negativo diante da possibilidade da agência de classificação de risco Standard & Poor's anunciar o rebaixamento o rating de uma série de governos europeus ainda nesta sexta-feira.

Com isso, as bolsas da valores operam em queda e o dólar opera registra firme alta, cenário que reflete diretamente no mercado de commodities.                             Nesta sexta-feira, o café registra um dia bastante negativo no mercado internacional, com os futuros da commodity negociados na Bolsa de Nova York perdendo mais de 500 pontos. Segundo analistas, os preços recuam diante da venda de café por parte de importantes países produtores e também do mercado financeiro negativo.

A pressão vendedora de origens vem principalmente do Vietnã. No entanto, analistas dizem ainda que as baixas são limitadas pois conta com a influência positiva da ponta compradora que, diante dos "baixos preços" se anima e volta a adquirir o produto.

Como explicou o analista de mercado do Rabobank, Keith Flury, "os produtores gostam de
vender no nível dos US$ 2,30 centavos de dólar por libra-peso, enquanto os compradores gostam de adquirir produto no nível dos US$ 2,20/lb, e o mercado parece estar oscilando dentro destes dois patamares".

Do lado do financeiro, os negócios hoje caminharam por um viés negativo diante da possibilidade da agência de classificação de risco Standard & Poor's anunciar o rebaixamento o rating de uma série de governos europeus ainda nesta sexta-feira. Com isso, as bolsas da valores fecharaou em queda e o dólar opera registrou firme alta, cenário que reflete diretamente no mercado de commodities.  

Próximo do final do pregão, a S&P já havia anunciado o rebaixamento da nota de crédito da França. A notícia impactou diretamente o mercado, que fechou o dia com mais de 900 pontos negativos nos principais vencimentos.

Veja como ficaram as cotações no fechamento desta sexta-feira:

>> CAFÉ         

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário