Café: Contratos julho e setembro fecham sessão abaixo dos US$ 1,80 em NY

Publicado em 30/05/2014 17:43 597 exibições

O mercado do café arábica na Bolsa de Nova Iorque (Ice Futures US) teve mais uma semana negativa, depois de encerrar a sessão desta sexta-feira com quedas acima de 400 pontos para os contratos de entrega mais próxima. O avanço da colheita no Brasil é apontado por analistas como a razão das recentes baixas.  

Os vencimentos julho e setembro perderam o patamar dos US$ 1,80 e fecharam, respectivamente, em 177,50 e 179,90 centavos de dólar por libra-peso, com queda de 445 pontos. O contrato para entrega em dezembro fechou em 183,30 cents e para março/15 em 185,95 cents / libra-peso.

Estoques reduzidos
Apesar do mercado volátil e preços em queda, os fundamentos continuam altistas, apontando para perdas severas nas duas próximas safras brasileiras, além de estoques menores. 

O analista de mercado Gil Barabach, da consultoria Safras & Mercado, informou esta semana que o Brasil terá estoques de 5,34 milhões de sacas ao final da safra 2013/14, em junho, depois de colher 53,8 milhões de sacas no ano passado e exportar 33,5 mi / sacas. O volume representa uma queda na comparação com o registrado ao final da temporada 2012/13, quando somaram 6,14 milhões de sacas. 

A notícia repercutiu na imprensa internacional e foi citada na análise diária sobre o mercado de café da trader sul-africana I&M Smith. A trader também informou que o ritmo das vendas está lento no Brasil e também na Ásia, região que produz predominantemente café robusta (conilon). A redução das vendas do café robusta teria sido estimulada por uma recente queda nas cotações.           

No mercado físico, o café tipo 6, bebida dura, também registrou queda em algumas praças comercializadoras. Em Franca-SP, a saca de 60 kg recuou 4,65% e é vendida a R$ 410,00. Em Guaxupé-MG, a queda foi de 2,12% e a saca vale R$ 415,00.      

Tags:
Por:
Fernanda Bellei
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário