Café: Arábica encerra mais uma sessão em queda em dia de pouca negociação

Publicado em 19/06/2014 16:41 431 exibições

O mercado do café arábica teve mais uma sessão negativa nesta quinta-feira (19) na Bolsa de Nova Iorque (Ice Futures US). Os contratos para entrega mais próxima encerraram com pequenas baixas em um dia calmo, com poucas vendas, por conta do feriado de Corpus Christi.

O vencimento julho fechou valendo 167,00 centavos de dólar por libra-peso. O contrato setembro recuou 75 pontos e fechou em 169,10 cents / libra-peso. O dezembro encerrou a sessão em 172,60 cents / libra-peso, depois de perder 80 pontos. O contrato para entrega em março/2015 perdeu 85 pontos e fechou em 175,80. 

Exportações do Vietnã em queda
A trader sul-africana I&M Smith informou hoje que as exportações de café robusta do Vietnã, o maior produtor desta variedade, ficaram abaixo das estimativas do governo. Ao longo do mês, foram exportadas 2,29 milhões de sacas de café robusta, quando as estimativas apontavam para 2,83 milhões de sacas. O café robusta (conhecido também como conilon) é considerado de qualidade inferior e utilizado principalmente na produção de café instantâneo, porém, ele tem maior demanda das torrefadoras quando seu preços está muito abaixo do arábica. 

Hoje (19) o Brasil e outros países latino-americanos comemoram o feriado de Corpus Christi, o que faz com que as vendas no mercado físico fiquem um pouco mais lentas.

O início do verão no hemisfério norte é um período em que, tradicionalmente, o consumo de café cai, o que pode se refletir em cotações mais baixas na Bolsa de Nova Iorque. No entanto, o andamento das colheitas no Brasil deixam cada vez mais claro que a safra brasileira de café arábica foi severamente afetada pela seca, que prejudicou o rendimento do café e a produtividade da safra, portanto, os preços ainda podem reagir em médio prazo.     

 

Tags:
Por:
Fernanda Bellei
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    Uma pequena dica para os analistas de mercado: Vejam como o movimento de entrada de café nas Cooperativas diminuiu em comparação com o ano passado, para fazerem as suas projeções que sensibilizam o mercado.Ninguém aquí quer ser o dono da verdade, somente tentamos passar a realidade dos fatos, porque o que está acontecendo é que uma mentira do especulador vale mais que mil verdades dos produtor!

    0