Café: Mercado opera em campo misto na manhã de hoje em NY

Publicado em 21/08/2014 09:28 e atualizado em 21/08/2014 11:10 237 exibições

O mercado do café arábica, na manhã desta quinta-feira (21), opera em campo misto na Bolsa de Nova Iorque. Por volta das 9h20 (horário de Brasília), os primeiros vencimentos perdiam mais de 100 pontos, enquanto os de mais longo prazo subiam mais de 280 pontos e o contrato maio/15 era negociado a 194,75 cents de dólar por libra-peso. 

A volatilidade continua permeando os negócios em Nova Iorque, com o mercado esperando as novas informações sobre a safra brasileira que está sendo colhida e quais serão os impactos das condições climáticas adversas também para a nova temporada. 

Ontem, o mercado também registrou uma sessão de intensa oscilação, porém, conseguiu fechar o dia em campo positivo. Veja como se encerram os negócios nesta quarta-feira (20):

Café: Apesar da forte oscilação NY fecha sessão com alta de 280 pontos

Por Jhonatas Simião

A Bolsa de Nova York (ICE Futures US) fechou em alta para as cotações do café arábica nesta quarta-feira (20). O contrato dezembro/2014 fechou o dia com 188,95 cents por libra peso, o março/2015 encerrou com 192,65 cents/libra-peso, o maio/2015 com 194,75 cents/libra-peso e o julho/2015 anotou 196,40 cents/libra-peso. Todos os contratos tiveram ganhos de 280 pontos. Durante o dia, a sessão trabalhou em volatilidade e chegou a ter perdas expressivas. 

Segundo o analista da Sancafé Consultoria, Airton Neves, o fechamento positivo se deu quando os compradores viram no movimento de baixa, uma oportunidade para compras. A safra brasileira que caminha para o encerramento, vem confirmando a quebra prevista. O mercado só não se consolida num movimento de alta porque ainda há uma indefinição sobre o número final da produção. “Hoje o mercado trabalhou dos dois lados e quando atingiu o nível mais baixo do dia deu a outros investidores a oportunidade de compra em função da tendência e do fundamento. Se a tendência a médio e longo prazo é boa e o nível de preços caiu , é hora de cobrir posição”, disse. 

No ano, os preços do café já subiram 55% em Nova York, com a estimativa de uma perda de 30% na produção.
O especialista acredita ainda que a próxima safra será menor, no entanto, como a colheita atual ainda está no fim não se consegue confirmação exata dos números. Esse fator também é visto como justificativa para novas altas nos preços.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário