Café: Mercado amplia queda diante de relatório da Volcafe

Publicado em 08/09/2014 10:36 e atualizado em 08/09/2014 14:09 685 exibições

Os futuros do café arábica operam em baixa na Bolsa de Nova York na manhã desta segunda-feira (8).  Por volta de 14h07 (horário de Brasília), todos os contratos registravam queda. O vencimento dezembro/14 operava com 195,75 centavos de dólar por libra peso e queda de 230 pontos em relação a sessão anterior, o março/15 registrava 199,75 cents/lb e negativo em 235 pontos. O maio/15 anotava 202,70 cents/lb com 155 pontos de baixa e o julho/15 operava com queda de 135 pontos em relação ao fechamento do dia anterior, com 204,25 cents/lb.

Na sessão da última sexta-feira, o mercado fechou em queda influenciado pela divulgação do relatório da Volcafe, que aumentou a projeção da safra brasileira 2014/15 para 47 milhões de sacas de 60 kg. Ainda segundo o relatório, a safra de arábica no País será de 29,5 milhões de sacas, a menor desde 2007.

 

Veja como fechou o mercado na sexta-feira (5):

Café: Mercado tem forte baixa com revisão da safra brasileira

Por Jhonatas Simião

 

Nesta sexta-feira (5), a Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica encerrou suas operações com queda considerável influenciada pela revisão na estimativa da safra brasileiradivulgada pela Volcafe, nesta sexta-feira. O vencimento dezembro/14 encerrou a sessão com 198,05 centavos de dólar por libra peso e queda de 440 pontos, o março/15 registrou 202,10 cents/lb e queda de 435 pontos. O maio/15 anotou 204,25 cents/lb com 430 pontos de baixa e o julho/15 finalizou com queda de 440 pontos, com 205,60 cents/lb.

Segundo o relatório da Volcafe, a safra brasileira de café robusta e arábica de 2014/15 será de 47 milhões de sacas de 60 kg, ante 45,5 milhões de sacas estimadas em abril.

No entanto, o relatório também aponta a possibilidade de um déficit de 18% para a safra 2015/16 de café arábica, estimada em 29,5 milhões de sacas.

Segundo o analista de mercado, Marcus Magalhães, o dia no mercado do café foi marcado por ajustes nos terminais internacionais e o o cenário climático ainda preocupa os investidores já que as altas temperaturas aliadas às chuvas escassas nas regiões produtoras prejudica o potencial produtivo para 2015, principalmente, em MG. "Após as fortes oscilações da semana, investidores buscaram uma posição mais defensiva em suas apostas no mercado”.

Segundo o analista de mercado do Escritório Carvalhaes, Eduardo Carvalhaes, apesar da Bolsa de Nova York para o arábica registrar queda na sessão de hoje, no comparativo semanal houve ganhos. "Na semana passada tivemos uma alta de 1385 pontos, se compararmos com essa semana a queda foi de cerca de 300. Então ainda temos em duas semanas uma alta de cerca de mil pontos", afirma.

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

1 comentário

  • Willem Araujo Guaxupé - MG

    Não seria a hora de não vendermos café para esta empresa? Acho que já passou da hora de agirmos da mesma maneira com eles: afinal quando doi no bolso eles entendem o recado. Vamos vender nosso café para os concorrentes da Volcafé e pronto. Ela que fique com as 47 milhoes de sacas de café. Ou demitam seus consultores pq não sabem de nada.

    0