Café: NY fecha com leve queda em ritmo de espera com safra 2015

Publicado em 17/09/2014 17:03 450 exibições

Nesta quarta-feira (17), a Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica teve uma sessão marcada por volatilidade e encerrou as cotações com preços levemente mais baixos. O vencimento dezembro/14 registrou 184,85 cents de dólar por libra peso com queda de 40 pontos e o março/ 15 anotou 189,00 cents/lb com 35 pontos no negativo. Os contratos com vencimento mais distante apresentaram preços mais altos, o maio/15 registrou 191,40 cents/lb e o julho/15 fechou com 192,95 cents/lb, ambos com queda de 40 pontos.

Segundo o analista de mercado do Escritório Carvalhaes, Sérgio Carvalhaes, o mercado está em ritmo de espera para informações mais concretas com relação a safra 2015 . “A Bolsa trabalha testando linhas de suporte e resistência com previsões de chuva nas principais regiões produtores no final de semana. Com notícias mais otimistas ou pessimistas o mercado oscila. Essa é a chave do mercado no curto prazo”, afirma.

No entanto, de acordo com o analista, os especuladores de mercado fazem uma visão errônea das chuvas visto que as perdas até o momento não serão revertidas. “As chuvas podem evitar novas perdas, mas a situação na produção de café está crítica, o que foi perdido não volta. Estimo que no médio e longo prazo, quando Nova York perceber que as chuvas não devem representar melhoras na safra, os preços atinjam patamares mais altos”, explica.

Nesta quinta-feira (18) o vencimento setembro/14 terá seu último dia de negociação. Hoje, o contrato fechou com 180,65 cents de dólar por libra peso e alta de 5 pontos em relação à sessão anterior. 

 

Previsão do tempo

De acordo com a meteorologista da Somar Meteorologia, Olívia Nunes, as chuvas previstas para a região Sul de Minas Gerais no final de semana apesar de modestas, devem beneficiar a florada do café. “As chuvas vão cair na região entre sábado e domingo. Serão precipitações de 20 a 30 mm, que devem induzir a florada e beneficiar as já existentes em algumas lavouras”, diz. Ainda de acordo com a meteorologista, o cerrado mineiro deve não deve receber índices consideráveis.

Segundo Olívia, as chuvas devem intensificar a partir do mês de outubro e final de setembro com o início da primavera com cenário climático favorável à cafeicultura. “A primavera e verão deste ano devem ser melhor que no ano passado quando tivemos uma grande seca”.

 

Veja as cotações completas de café nesta quarta-feira (17).

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

2 comentários

  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    Então vão esperar até janeiro, quando as previsões de safra são feitas, baseada nos "chumbinhos" pegos apos florada, isto eu sei nestes quarenta anos que labuto com café...a não ser que já exista a profissão de advinho de safra, sem que eu esteja sabendo111

    0
  • victor angelo p ferreira victorvapf nepomuceno - MG

    A "pescaria" do mercado de café: A pescaria começa com o mercado abrindo em baixa... Começam a pescar um e outro, mantendo os índices baixistas durante quase todo pregão, para fechar com pequena, mínima alta no final... No outro dia recomeça a "pescaria"novamente... Aconselho pois, não morderem mais a isca!

    0