NY registra queda de mais de mil pontos com retorno de chuvas ao Brasil

Publicado em 20/10/2014 10:53 337 exibições

Na manhã desta segunda-feira (20), a Bolsa de Nova York (ICE Futures US) para o café arábica opera em baixa acentuada com mais de mil pontos nos principais contratos. Na sessão anterior, o mercado também registrou baixa com operadores precificando a previsão de chuva que viria nesta semana. Com a confirmação, o recuo expressivo foi inevitável.

Por volta das 10h29, o contrato dezembro/14 registrava 199,70 cents de dólar por libra peso com baixa de 1095 pontos, o março/15 anotava 203,75 cents/lb com desvalorização de 1085 pontos. O maio/15 trabalhava com queda de 1075 pontos cotado a 205,90 cents/lb e o julho/15 tinha 1030 pontos negativos com 207,70 cents de dólar por libra peso.

De acordo com informações de agências internacionais, o mercado segue pressionado pela questão climática com retorno de chuva nas principais regiões produtoras de café. A perspectiva dos participantes do mercado é que as precipitações amenizem os danos ocasionados pela seca registrada desde o início do ano.

Segundo informações reportadas pela agência de notícias Reuters, as áreas produtoras de café começaram a receber chuvas moderadas, provavelmente marcando o início de condições mais chuvosas de primavera nas próximas semanas.

Informações da Commodities Weather Group (CWG) apontam que mais de 30 por cento das regiões cafeeiras do Sudeste do Brasil receberam chuvas ao longo das últimas 72 horas.

De acordo com o meteorologista da Somar Meteorologia, Marco Antonio dos Santos, as altas temperaturas no período da tarde vão prevalecer. Ou seja, o tempo ainda vai ser uma preocupação para os cafeicultores. Chuvas generalizadas devem voltar a região central e Sudeste a partir de quinta-feira da próxima semana.

>> Chuvas começam a ocorrer em áreas secas de café e cana do Brasil

Tags:
Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário