Safra recorde 2018/2019 praticamente esgotou, afirma Cecafé

Publicado em 21/03/2019 14:50
682 exibições

O presidente do Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé), Nelson Carvalhaes, esteve na Fenicafé, em Araguari (MG), e comentou sobre o investimento do Brasil nos últimos 30 anos, especialmente no café. “O país aumentou a produtividade das lavouras e os volumes de produção e consumo interno, melhorou a qualidade dos grãos e ficou mais eficiente. Com isso, o café brasileiro está presente hoje em 130 países do mundo”.

Segundo ele, os estoques de café brasileiros não são grandes, apesar da safra recorde colhida no ano passado, uma vez que os números de exportação e de demanda doméstica também são altos. “Deveremos encerrar o ciclo 2018/19 (julho a junho) com um volume de exportação de 38 a 40 milhões de sacas de 60 quilos. Então, com mais 22 milhões de sacas de consumo interno, a safra 2018 praticamente se exauriu”.

Leia a notícia na íntegra no site CaféPoint

Tags:
Fonte: CaféPoint

3 comentários

  • JOSE LUIZ PELOSO RABELO CAMPOS GEARIS - MG

    O mercado de cafe é imprevisivel; em minha região, cidade de Campos Gerais, sul de Minas, a safra de 2019, agora pra ser colhida, é metade do ano passado, nao sei em outras regioes, mas 55 milhoes de saco, acho apertado,.. para outros anos tá bem complicado por causa do plantio exagerado...

    0
    • RODRIGO POLO PIRESBALNEÁRIO CAMBORIÚ - SC

      Sr. José Luiz, toda vez que o preço de um produto fica abaixo do custo de produção, normalmente em poucos meses o preço reage de forma muito forte.

      1
  • Saulo Antonio Melo Siqueira -

    Parabéns Nelson Carvalhaes. Esta é a realidade. Não temos esta safra deste ano que está nas previsões. É muito abaixo disto. Os grãos da primeira florada ´´cozinharam``. Estão na lavoura, mas só no formato. Não tem grão. isto está generalizado, não em uma só região produtora. Pior, muitos produtores não fizeram tratos culturais nas lavouras por falta de recursos financeiros. Então a safra do ano que vem já está muito comprometida, afora a possibilidade de ferrugem tardia nas lavouras, diante das chuvas, que chegaram muito tarde, podendo, caso aconteça, jogar a produção do ano que vem, que já está comprometida, mais baixa ainda. Esta é a realidade do campo hoje. Agora para os Rabobanks da vida está tudo uma maravilha. Vamos aguardar para ver. A realidade não está nada boa.

    0
    • CARLOS RODRIGUES -

      O Rabobank e todas as agências financeiras ao serviço de quem?? já se sabe ... criar a sensação de que vai haver café em excesso e comprar no mercado de futuros a preços irrisórios para depois encherem eles os bolsos...

      0
  • Carlos Rodrigues -

    Em que ficamos?? há café em excesso ou não?? por que os compradores atiram com o preço para o chão??

    0